quarta-feira, julho 12, 2017

NUNCA ANTES NESTE PAÍS...

Finalmente a justiça foi feita. Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 9,6 anos de prisão no processo referente ao triplex do Guarujá, mas, ao que tudo indica, poderá recorrer em liberdade. A sua prisão, ou não, dependerá do julgamento em segunda instância no Tribunal Regional Federal. Preso, perderá os direitos políticos e não poderá candidatar, em 2018. A condenação do petista não deixa de ser uma vitória daqueles que sempre propugnaram por uma política limpa, coisa que Lula não praticou. Julgando-se o melhor presidente de toda a História do Brasil, e muitas vezes se comparando a Jesus Cristo, o ex-líder metalúrgico governou como se não existissem leis , ou que estivesse acima delas. Mandou às favas a ética na política, que ele bradava quando fundou o PT e passou a fazer oposição a todos os governos. Lula julgou que sua alegada popularidade seria salvo conduto para fazer o que quisesse, mas se emaranhou numa rede de corrupção. A crença na impunidade durou até que um juiz corajoso de Curitiba, uma Polícia Federal atuante , e um grupo de promotores dispostos a combater a corrupção, colocou fim à farra de Lula e seus asseclas. O petista foi cada vez mais acossado pela justiça,e confrontado com os fatos incriminadores, se defendeu com contradições e mentiras. Agora, dirigindo-se à militância subalterna, só resta o mesmo velho discurso: "foi perseguição política da direita golpista". Não tem jeito. Aconteça o que acontecer, ficará marcado como único presidente da História do Brasil condenado por corrupção. "Nunca antes neste País..."

Nenhum comentário: