sexta-feira, maio 26, 2017

CONSPIRANDO CONTRA A DEMOCRACIA


Parlamentares, alguns ministros do STF e políticos em geral conspiram  contra  a democracia. Planejam restringir ao máximo a atuação de juízes, polícia federal e procuradores no combate à corrupção. Conforme  o que está sendo planejado, o Congresso votaria uma anistia geral  do chamado "caixa dois", o que livraria a cara da maioria dos políticos. O STF faria uma revisão na lei que possibilita que um condenado em segunda instância seja preso. Gilmar Mendes, que votou pela prisão em segunda instância,  já anunciou que mudará o seu voto. Assim,somente após condenação em terceira instância - STJ - haveria a prisão. Lula, por exemplo, condenado por Moro e pelo Tribunal Federal, em tese, continuaria livre, aguardando julgamento em terceira instância. As prisões prolongadas, como acontece em Curitiba, praticamente acabariam, pela tendência do STF em conceder habeas corpus. Haverá restrições ao instituto da delação premiada, que só seria possível com o delator em liberdade. Em nome da contenção de gastos, planeja-se diminuir o orçamento da PGR  e das procuradoria federais. Tão grave como tudo o que foi dito acima, ou talvez mais grave, é o acordão para anistiar os ex-presidentes. O objetivo imediato é apressar a renúncia de Temer. Com a tal anistia, Lula, Dilma e Temer escapariam de uma condenação e possível prisão. Tudo isso está a merecer a volta das grandes manifestações verde e amarela. Sem  bandeiras vermelhas, black blocs e vandalismo. Mas com muita indignação e patriotismo.

Nenhum comentário: