quinta-feira, janeiro 19, 2017

POLITIZANDO O CRIME



Lula tem cinco processos nas costas e quer ser presidente. Em qualquer país civilizado isso seria considerado uma afronta à sociedade. Mas no Brasil da corrupção, da violência dentro e fora  dos presídios e da falta de respeito dos governantes  em relação aos cidadãos, isso é considerado normal. Lula se declarou candidato simplesmente porque quer politizar um fato que é da esfera criminal. Quer colocar-se  como vítima. Como perseguido político. Lula não será eleito porque , caso contrário, quem estaria  desmoralizado seria  o povo brasileiro. Lula e seu partido - ou quadrilha? - assaltaram os cofres públicos e quase destruiram a Petrobras. Agora, faz pose de santo, de ofendido e tenta agredir o juiz Moro, que teve a coragem de revelar e combater  esse esquema criminoso O Brasil está na situação em que está não por culpa de Temer, mas por obra de Lula e Dilma. Mas a justiça não estará completa enquanto o ex-presidente  não pagar pelos seus crimes.

Nenhum comentário: