quinta-feira, janeiro 05, 2017

FALE MACIO, CARREGUE UM PORRETE



No Brasil é assim: depois da porta arrombada coloca-se a tranca. Não sou daqueles que consideram que a responsabilidade principal da criminalidade é a ausência de uma educação de qualidade. Considero que os fatores são múltiplos, e alguns deles ligados à própria personalidade do criminoso. Mas também não sou daqueles que não considera a ausência de educação como um fator desimportante para o estado atual, em que criminosos chegam ao  comandar o crime dentro de presídios. Acho que é correto o aumento de medidas de segurança, dentre elas a construção de novos presídios e a reformulação dos atuais. Mas nunca devemos desconsiderar que quanto mais educado é o País, menor a possibilidade da proliferação da criminalidade. Neste sentido a frase do presidente norte-americano Theodore Roosevelt cai como uma luva: “fale macio ( educação), mas carregue um porrete ( castigo ).

Nenhum comentário: