terça-feira, maio 03, 2016

PROPOSTA ESDRÚXULA



PROPOSTA ESDRÚXULA
Dilma Rousseff, que ao que tudo indica, vive os seus últimos momentos na presidência, mas, talvez por um sentimento de vingança do que qualquer outro motivo, aderiu à tese das diretas já. Quer que as eleições para presidente sejam realizadas em outubro, ao mesmo tempo que as eleições municipais. É uma proposta esdrúxula. É preciso lembrar à presidente que o seu tempo acabou, e que lhe faltam  condições morais e liderança política para propor tal despropósito. De direito,as eleições somente realizar-se-ão se a chapa Dilma-Temer for cassada pelo TSE. Indiferente a esse fato,Dilma estuda o envio de uma PEC ao Congresso nesse sentido. Para aprovação, a PEC precisará da aprovação de 2/3 das duas Casas legislativas, o que no quadro atual é praticamente impossível. Some-se a isso o fato de que a maioria dos partidos já se colocou contra a tese, por motivos diversos. O PMDB por uma razão óbvia: daqui a duas semanas estará no poder; o PSDB porque falta-lhe uma liderança  capaz de disputar uma eleição nesse momento. Seu principal líder, Aécio Neves, está sendo investigado no processo da  Lava Jato. De fato,interessa somente ao PT e à Marina Silva. Ao PT, porque , em que pese Lula estar nas portas de uma prisão, é ainda uma forte liderança popular que não deve ser desconsiderada. E é a sua grande oportunidade de escapar da sombra de Moro. À Marina porque, pela falta de candidato  descomprometido com corrupção, ela se julga imune à corrupção,  única ficha limpa contra candidatos com passado comprometedor.  Para Dilma, resta a esperança de que , impedida, ela leve Temer junto através do TSE.

Nenhum comentário: