quinta-feira, abril 21, 2016

LULA AO RELENTO



O STF fez o que devia ser feito. Por decisão quase unânime adiou sine die o julgamento sobre a posse de Lula na Casa Civil da presidência. Pelo menos, durante a permanência de Dilma, ficará ao relento e ao sabor das decisões do juiz Moro, podendo inclusive, pela carga de suspeita que pesa sobre ele, ser preso preventivamente. Lula clamava por uma decisão favorável do Supremo para agir com mais autoridade e desenvoltura na captação de indecisos para o julgamento do impeachment no Senado. Como os ministros do STF acharam que seria inútil perder tempo e energia  numa decisão que poderia  mostrar-se inútil, caso Dilma seja afastada, adiaram a reunião para as calendas gregas. Para não ficar muito tempo desprotegido, Lula agora se soma a Marina Silva no desejo de que o TSE casse a chapa Dilma-Temer e convoque novas eleições. Caso Temer permaneça estaria até disposto a liderar um movimento pelas “diretas-já”, modelo 2016.

Nenhum comentário: