quarta-feira, julho 16, 2014

FÉRIAS PERMANENTES

FÉRIAS PERMANENTES

Senadores e deputados continuam a tratar o povo com desprezo e, num misto de arrogância e cinismo, se arvoram no direito de ditar as próprias regras, mesmo que estas sejam um desrespeito à Constituição Federal. Pois não é que os nobres parlamentares decidiram se conceder, neste segundo semestre, um prolongado  e imerecido recesso?

Após um primeiro semestre totalmente improdutivo, e da interrupção dos trabalhos por causa da Copa, os parlamentares, presididos por Renan Calheiros e  Henrique Alves, ambos do PMDB governista, decidiram usufruir de férias informais a partir desta semana, sem sequer votar a LDO de 2015, conforme manda  a Constituição. Sob o pretexto de que os parlamentares precisam se dedicar  à campanha eleitoral. As férias se prolongarão até 5 de outubro.Nesse intervalo, eles vão trabalhar apenas uma semana em agosto, quando devem votar a LDO, e outra em setembro.

Agora, vejam a justificativa  de Renan Calheiros segundo a Folha de S. Paulo  para mais esse absurdo: “A necessidade de deliberar em pleno processo eleitoral pode nos levar para a zona cinzenta de votar matérias que não sejam de interessa nacional ou que sejam entendidas por alguns setores como matérias demagógicas". Muita cara de pau. Na “zona cinzenta” eles já se encontram durante todo este ano.
160714

Nenhum comentário: