segunda-feira, março 10, 2014

MOTIVO DE PIADA



 O Brasil é  conhecido pelo resto do mundo como o país  do relaxamento,  da descontração  e do improviso, o que leva muita gente a não levar a sério o que aqui se diz e se faz.  Pode ser uma avaliação exagerada e preconceituosa, mas o Brasil faz por onde merecer tal fama. Já na década de sessenta do século passado, esse conceito  foi chancelado pelo então presidente francês, Charles De Gaulle, que, no auge da chamada “guerra da lagosta”, teria afirmado que “o Brasil não é um pais sério”. 


Agora, é o site da revista esportiva francesa So Foot que replica essa visão pejorativa ao analisar os percalços do Brasil na organização da Copa. O título da reportagem, Vive Le Bordel Bresilien, diz tudo sobre o país que mais tempo teve para organizar o referido evento esportivo, e, mesmo assim chega às portas da abertura com estádios inacabados, aeroportos desestruturados e mobilidade urbana caótica. Uma autêntica “bagunça”, como diz a reportagem.

A decisão absurda, extemporânea  e inconsequente do então  presidente Lula em fazer o Brasil assumir a organização dos dois maiores eventos  esportivos  do planeta teria de vir acompanhada de um  firme propósito em  realizá-los do modo  mais responsável e planejado  possível, sem o descaso com o dinheiro público , os atrasos e os problemas de toda ordem que vêm marcando  a (des)organização da Copa. Sendo assim, o que disse a publicação francesa sobre a nossa competência para organizar  eventos de tal porte é o que pensa a maioria da mídia européia. Definitivamente, o Brasil virou motivo de piada no mundo.
100314

Nenhum comentário: