segunda-feira, outubro 07, 2013

QUE ESTADO LAICO?

 


Religião e política sempre se misturaram e se confundiram. Através da História tivemos imperadores que se julgavam deuses, reis que se consideravam representantes de deus. A teocracia persiste até hoje em várias partes do planeta, e aí está o regime dos aiatolás, no Irã, que não me deixa mentir.

Nas democracias ocidentais, essa relação se processa de maneira mais sutil, mas não menos absurda. O estado laico passa a existir apenas no papel. Estabelece-se entre igrejas e governos uma troca de favores. De um lado, isenção de impostos, ausência de fiscalização  e ampla liberdade de atuação dessas igrejas; do outro, compromisso de apoio político e eleitoral dessas organizações religiosas.

Um exemplo sintomático dessa promiscuidade é a relação entre a poderosa Igreja Universal ( IURD) e o governo do PT. Enquanto a sociedade laica esclarecida indaga como se deu o espantoso crescimento desse império religioso e econômico,  e qual a origem dos recursos que q sustenta, o governo finge que está tudo certo porque conta com os votos dos eleitores dessa seita,e porque precisa do apoio político dessa gente.

Portanto, a efetiva separação entre a Igreja e o Estado é uma questão fundamental para a garantia de nossos direitos individuais e  o futuro de nossa democracia.

Nenhum comentário: