segunda-feira, outubro 07, 2013

ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS



 O ensino religioso nas escolas públicas é uma questão que preocupa pais, educadores, e cidadãos mais esclarecidos. Apesar das críticas fundamentadas o Estado brasileiro insiste em manter essa excrescência ao lado das  disciplinas de caráter científico, nos currículos escolares. Trata-se, a meu ver, de uma anomalia que precisa ser extirpada.

Os  defensores do ensino religioso  argumentam que não se trata de uma imposição. O ensino de temas religiosos é opcional, ou seja, não obriga os estudantes a comparecerem às aulas. Argumento frágil, uma vez que no ambiente escolar o aluno que por convicção se ausentar de tais atividades é exposto a   constrangimentos e vitimado pela  discriminação de  colegas e  de professores.

O mais paradoxal é que no ambiente escolar se estabelece uma contradição  entre os conteúdos baseados na fé e nos dogmas  religiosos e os baseados na ciência e na razão. Como explicar, por exemplo, a uma criança que o ser humano, como os demais seres vivos, é fruto de um lento processo de evolução, se, nas aulas de religião, ele acabou de aprender que “o homem descende de Adão e Eva” e “foi criado à imagem e semelhança de Deus”?

Nenhum comentário: