segunda-feira, maio 06, 2013

TEMPO RUIM PARA A OPOSIÇÃO


O fato é que os governos do PT – Lula e Dilma – tiveram motivos de sobra para gerarem uma oposição consistente e efetiva. Mas tal não aconteceu. As práticas dos “governos populares” não foram além de uma mescla  de populismo de esquerda com doses de  autoritarismo, sustentadas por uma gigantesca clientela eleitoral alimentada por muita propaganda e farta distribuição de bolsas e cotas, e manchadas por seguidas denuncias de corrupção.
TEMPO RUIM PARA A OPOSIÇÃO
A precoce campanha eleitoral, irresponsavelmente precipitada pela presidente Dilma, para afastar o fantasma de uma nova candidatura de Lula, colocou  em campo os possíveis candidatos, mas reforçou o artificialismo das relações políticas  neste país. Principalmente no campo da oposição.

O senador Aécio Neves, por exemplo,  foi da moderação ao  radicalismo pouco convincente  na velocidade do raio. Quando governador de Minas ( 2003-2010), teve relações bastante cordiais  com o governo do PT, e chegou a tecer rasgados elogios aos programas sociais de Lula. Por ocasião do escândalo do mensalão, foi extremamente cauteloso nas críticas ao PT,e chegou a declarar a sua firme convicção na inocência de Lula no episódio. Em 2008, com o apoio de Lula, articulou uma inusitada aliança com o PT, objetivando um chapa comum à prefeitura de BH, encabeçada por Márcio Lacerda. Agora, de olho em 2014, endurece o discurso contra o governo Dilma Rousseff.

De forma semelhante, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos,  transmutou velozmente do adesimo explícito ao governo petista para o que ele chama de  neutralismo. Segundo ele, o governo do PT, nos últimos dez anos, deu uma "inestimável contribuição ao avanço social e econômico do país", mas   esgotou a sua cota de contribuição, e deve ceder espaço a um novo projeto político. Tal projeto, comandado por ele, pretende  “preservar  as conquistas”,  “corrigir os erros” , e imprimir  “novos rumos”. Seu discurso pode ter entusiasmado os adeptos de sua provável candidatura à presidência, mas  não convenceu  a presidente , que ameaçou destituir os ministros do PSB, partido de Campos.

O fato é que os governos do PT – Lula e Dilma – tiveram motivos de sobra para gerarem uma oposição consistente e efetiva. Mas tal não aconteceu. As práticas dos “governos populares” não foram além de uma mescla  de populismo de esquerda com doses de  autoritarismo, sustentadas por uma gigantesca clientela eleitoral alimentada por muita propaganda  e farta distribuição de bolsas e cotas, e manchadas por seguidas denuncias de corrupção.

Mas a oposição não soube ou não quis desempenhar o seu dever. Foram pouquíssimos os parlamentares que, ao longo da era petista,  agiram  com determinação contra os erros e mazelas do governo. Aécio Neves, de quem se esperava a liderança da oposição no Senado, preferiu se ausentar,  talvez por receio de que eventuais atritos com colegas viessem a prejudicar a sua pretendida aproximação com políticos e partidos  aliados  ao governo. Outros  aderiram com entusiasmo ao PSD, partido fundado pelo ex-prefeito de São Paulo, Gilberto  Kassab, sob as bênçãos do Planalto,  para enfraquecer ainda mais a já combalida oposição.


No quadro atual, diante do poderio  da máquina governamental, a oposição que não soube construir uma identidade pouco tem a fazer ou a dizer.  Par o bem e o mal, o governo tem a faca e o queijo na mão. O saco de bondades de Dilma para seus potenciais eleitores está ao lado do pacote de maldades destinado à oposição. Ambos, prontos para serem  usados sem parcimônia.

A Copa do Mundo da FIFA se encarregará de entorpecer a mente  dos brasileiros, em 2014. Para o governo do PT,  o melhor dos mundos. Para a oposição, a previsão, para os próximos meses,  é de muitas  chuvas e trovoadas. Resta esperar que 2018 chegue logo,  e que  a nova oposição, que se constituir a partir de 2015, tenha mais competência do que a atual.
060513

3 comentários:

Voto Nulo disse...

Falar em eleição que so acontecerá em 2014 é absurdo. O Brasil cheio de problema e os caras pensando em eleição. Voto nulo. Não é solução. votar nesses nomes que aí estão tb não é solução.

Anônimo disse...

hey there and thank you on your information ? I have certainly picked up
something new from proper here. I did on the other hand expertise some technical issues the usage of this website,
as I skilled to reload the web site lots of instances previous to I could get it
to load correctly. I were considering if your hosting
is OK? Not that I am complaining, but slow loading cases occasions will very frequently
affect your placement in google and could damage your quality score if advertising
and marketing with Adwords. Anyway I'm including this RSS to my e-mail and could glance out for a lot more of your respective intriguing content. Make sure you replace this again very soon..

Also visit my page :: adult games

Anônimo disse...

Hi, i thinκ thаt i sаw you viѕited my web site so i сame tο “return the
favor”.I am trying to fіnԁ things to еnhance mу webѕite!
I supрose its ok to use ѕοme of your idеas!
!

Feel free tо νisit my web page :: v2 Cigs