segunda-feira, novembro 05, 2012

SOB SUSPEITA

O Supremo Tribunal Federal colocou as coisas nos devidos lugares, condenado quem deveria ser condenado, mas deixando no ar a sensação de que faltava alguém  no banco dos réus. Segundo Marcos Valério, esse alguém é o ex-presidente.
 SOB SUSPEITA
O ex-presidente Lula está sob grave desconfiança. Segundo Marcos Valério, o ex-chefe de governo  teria envolvimento com os esquemas criminosos do mensalão e de Santo André. Os petistas reagem e alegam que o acusador é um desqualificado e, portanto, sem credibilidade. Sem razão, diziam  o mesmo do então deputado Roberto Jefferson, que, por estar mergulhado até o pescoço no mensalão, mais do que ninguém, estava qualificado para contar o que de fato acontecia. Não fosse por ele, e o esquema teria  permanecido ativo no submundo da política petista.

Em que pese Roberto Jefferson ter afirmado que havia relatado o fato ao Presidente,  ainda se discutia, em 2005,  se Lula tinha de fato conhecimento do esquema criminoso que envolvia pessoas bem próximas a ele. Na ocasião,é bom lembrar, Lula se declarou inocente e afirmou que se sentia traído. Os áulicos do presidente blindaram o  chefe, e os próprios mensaleiros assumiram um pacto de silêncio , na convicção de que preservando o chefe, eles estariam se preservando também. Agora, se discute a extensão da participação do então presidente no escândalo.

O Supremo Tribunal Federal colocou as coisas nos devidos lugares, condenado quem deveria ser condenado, mas deixando no ar a sensação de que faltava alguém  no banco dos réus. Segundo Marcos Valério, esse alguém é o ex-presidente. Reivindicando os benefícios da “delação premiada”, o  empresário se diz disposto a detalhar fatos inéditos sobre o valerioduto e suas ramificações. Como aperitivo do que está  por vir, relatou à Procuradoria Geral da República que as práticas ilegais comandadas por Dirceu, e  por ele operadas, tinham o aval de Lula, principal interessado na aprovação  das reformas no Congresso.

Também grave é a revelação, pela revista Veja, de uma suposta ligação entre o valerioduto e o caso Santo André. Marcos Valério teria abastecido o PT de Santo André para conter chantagens a petistas envolvidos no esquema de cobrança de propinas a empresários do setor de  transporte coletivo, na gestão de Celso Daniel, assassinado em 2002. Entre os beneficiários dos desvios, figurariam  Lula  e Gilberto Carvalho, ministro da Secretaria Geral da Presidência.

Pela gravidade dos fatos, é necessário que se apure com urgência a sua veracidade. Que se quebre a barreira de proteção em torno de Lula, e, apurada a culpa, seja levado ao banco dos réus. Somente assim, o trabalho iniciado pelo STF estaria completado, E o Brasil estaria   superando uma etapa pouco digna de sua História.
051112

Nenhum comentário: