segunda-feira, outubro 29, 2012

SUCESSO ELEITORAL, FRACASSO MORAL

De qualquer forma, a vitória de Haddad no mais dinâmico município do país caiu como brisa  no momento em que o partido e seus líderes históricos – José Dirceu e José Genoino – estão a viver  o seu momento mais constrangedor. Não por outro motivo, os sectários do PT transformaram  a festa da principal conquista eleitoral do PT numa manifestação  de consagração de Lula e de desagravo aos líderes condenados pelo Supremo.
SUCESSO ELEITORAL, FRACASSO MORAL


Tentar antever o ano político de 2014 sobre os resultados das eleições de 2012 é exercício de futurologia que pode se revelar inútil. O que moveu o eleitor neste pleito foi muito menos a cor partidária ou ideológica do candidato, e muito mais os problemas do município e o desejo de mudança. Os eleitores preferiram investir em candidatos que sugerissem, de alguma forma, a idéia de renovação,e desprezaram as velhas figuras carimbadas da política.


Em São Paulo, não foi diferente. A vitória de Fernando Haddad representou essa onda mudancista numa direção onde, só por coincidência, estava um candidato do PT, como poderia estar um do PRB –Celso Russomano, que os eleitores pareciam preferir, a princípio - , ou mesmo do PSDB, se o partido estivesse optado por uma “cara nova”, em vez do conhecido e rejeitado José Serra.


De qualquer forma, a vitória de Haddad no mais dinâmico município do país caiu como brisa no momento em que o partido e seus líderes históricos – José Dirceu e José Genoino – estão a viver o seu momento mais constrangedor. Não por outro motivo, os sectários do PT transformaram a festa da principal conquista eleitoral do PT numa manifestação de consagração de Lula e de desagravo aos líderes condenados pelo Supremo.


A partir da conquista do município de São Paulo, o projeto do petismo , daqui a dois anos, é tomar do PSDB o governo do estado, e conservar nas  mãos o comando da Federação.Para concretizá-lo, é preciso fazer do governo Haddad uma vitrine. As torneiras de onde jorrarão recursos federais, que faltarão em outros estados e municípios, ficarão generosamente abertas para o município.


Nada mal para um partido que vive a contradição entre o relativo sucesso eleitoral e o reconhecido abalo moral por conta da decisão do Supremo, responsabilizando-o pelo maior escândalo de corrupção da História Republicana.

291012





Nenhum comentário: