segunda-feira, janeiro 10, 2011

PORTA DE SAÍDA

Lula agiu de modo oportunista e covarde, pois esperou o último dia de seu mandato para decidir, certamente para que os reflexos do ato não caíssem sobre o seu governo, mas sim sobre o de sua sucessora, conforme vem ocorrendo.


PORTA DE SAÍDA
Na saída do cargo, Lula não se portou muito diferente do que se pautou durante os oito anos no exercício da Presidência .Mais uma vez, mandou às favas qualquer apreço à ética e à probidade, e, no apagar das luzes , deixou três marcas negativas.

A primeira, se refere à rejeição do pedido de extradição do criminoso italiano Cesare Battisti, sob a ridícula alegação de que, extraditado, poderia vir a ser “alvo de perseguição política”, e sob o risível argumento da “defesa da soberania brasileira”. Isso, apesar da recomendação do STF, feita em 2009, no sentido da extradição. Lula agiu de modo oportunista e covarde, pois esperou o último dia de seu mandato para decidir, certamente para que os reflexos do ato não caíssem sobre o seu governo, mas sim sobre de sua sucessora, conforme vem ocorrendo.

A segunda marca se refere à obscena concessão de passaportes diplomáticos, direito restrito a algumas autoridades, a dois filhos e a um neto do ex-presidente, conforme denúncia da Folha de São Paulo. Neste caso, ficou configurado abuso de autoridade, desprezo ela coisa pública e certeza da impunidade. O fato está a espera que o Ministério Público, ou quem de direito, tome providências no sentido de anular a imoralidade do Itamaraty, e chame à responsabilidade o ex-presidente.

A terceira marca, aparentemente irrelevante, é sintomática da forma como o ex-presidente encara a coisa pública. A convite de seu ex-subalterno, ministro da Defesa Nelson Jobim, Lula iniciou uma temporada de férias numa área privativa do Exército às expensas do contribuinte.

Nada contra o merecido, ou imerecido, descanso do ex-presidente, desde que feito às próprias custas. Mas o fato é que nunca antes na história deste país um presidente mal saído do cargo continuou a gozar dos privilégios e mordomias com tamanha desfaçatez. Mas, fica a pergunta: de Lula poderia se esperar outro tipo de comportamento?
100111

3 comentários:

Anônimo disse...

Lula pensou que era o dono do espetáculo.Uma platéia de babacas aplaudia. Agora está fora de cena.A peça acabou.

Heitor disse...

Lula saiu pela porta da frente apoiado por mais de oitenta% da população. E se quiser volta daqui a quatro anos. Quem saiu sujo do governo foi fhc e a corja tucana. Vcs não se conformam mas vão ter que aguentar mais 0ito anos de governo popular.

Anônimo disse...

Folha de São Paulo on line, em14/01/2011: -> Paulo Bernardo diz ser a favor de desconcentrar a mídia. Outro nome (sempre estão inventando algum nome diferente) para controle da mídia e dominação pela esquerda da mídia. Na China os Comunistas implantaram ha mais de 30 anos o capitalismo (racionalidade dos empreendedores), aqui nossos "comunistas" pensam como nos anos 50 do século passado. É triste, mais existe!