segunda-feira, fevereiro 22, 2010

CERTO POR LINHAS TORTAS

O primeiro efeito da oficialização da pré candidatura da atual chefe da Casa Civil veio com a confirmação do propósito petista de “fortalecer” o Estado e aumentar o seu papel de “indutor” e “regulador” na administração do país. Ou seja, caso alcance o poder, Dilma aumentará mais ainda o tamanho da máquina estatal, promoverá estatizações em setores considerados “estratégicos”, e aumentará o número de funcionários. O preço dessa insanidade será pago pela sociedade sob a forma do aumento da carga tributária.
CERTO POR LINHAS TORTAS

Lula quer fazer de Dilma Rousseff a ponte para o pretendido terceiro mandato, em 2014. Poderia ter indicado um figurão qualquer do partido – Tarso Genro, por exemplo - , mas não teria a garantia da total fidelidade e obediência.. Optou, então, por uma subalterna sem raízes petistas, com pouca experiência administrativa e nenhuma experiência política, para fazer dela a prosseguidora de seu governo e a guardiã da cadeira presidencial na expectativa do retorno do líder.

É claro que o risco de infidelidade e insubordinação existe, e a criatura pode se voltar contra o criador. São diversos os casos, na história recente do país em que, uma vez eleitos e empossados, os apadrinhados rompem com os seus protetores e procuram traçar o seu próprio rumo. Mas no PT essa possibilidade é mínima. É pouco crível supor que Dilma., uma vez instalada no gabinete presidencial, se rebelasse contra as orientações do partido ou contra a vontade de seu líder supremo. Correria o sério risco de, por absoluta falta de espaço político e partidário, ser defenestrada do poder.

Portanto, é razoável supor que, na hipótese de que venha a ser eleita, se torne uma atenta ouvinte dos conselhos de Lula, uma fiel executora dos planos traçados pelo partido, e, sobretudo, uma guardiã zelosa da cadeira presidencial, preparando-a para o retorno do chefe.

Um hipotético governo Dilma provavelmente terá a alma do atual governo, mas sob certos aspectos, não terá a mesma cara: por não ter ambições políticas maiores das que as que já alcançou, Dilma poderá se dar ao luxo de tomar decisões duras, que a busca da popularidade fácil de Lula impediu que fossem tomadas no atual governo.

O primeiro efeito da oficialização da pré candidatura da atual chefe da Casa Civil veio com a confirmação do propósito petista de “fortalecer” o Estado e aumentar o seu papel de “indutor” e “regulador” na administração do país. Ou seja, caso alcance o poder, Dilma aumentará mais ainda o tamanho da máquina estatal, promoverá estatizações em setores considerados “estratégicos”, e aumentará o número de funcionários. O preço dessa insanidade será pago pela sociedade sob a forma do aumento da carga tributária.

Na sua estratégia de permanecer no poder através de interposta pessoa, Lula vem escrevendo certo mas por linhas tortas. Afrontou todas as regras da legislação eleitoral mas colocou Dilma no palanque um ano antes do início oficial da campanha . Com isso, a tornou conhecida de um número cada vez maior de pessoas, e detentora de pelo menos 25% das intenções de voto. Mais ainda, tem ocupado a maior parte do espaço político da mídia.

Enquanto isso, a oposição se divide entre a crônica indecisão do PSDB e as trapalhadas protagonizadas pelo DEM nos dois únicos grandes centros em que detêm o poder: José Roberto Arruda se encontra preso em Brasília enquanto Gilberto Kassab luta contra a cassação de seu mandato pela Justiça eleitoral. É o melhor dos mundos para Lula e sua turma.
220210



3 comentários:

Língua de Trapo disse...

Pesquisa da suspeitíssima dupla Data Tempo/CP2, encomendada pelo tucano travestido de verde, Vittorio Mediocrioli, mostra o que todo mundo já sabia, Dilma reduzindo a diferença para o Zé Alagão. Por outro lado, supostamente por encomenda de um certo palácio de Belo Horizonte, a dupla fazedora de pesquisa que, nas eleições municipais passadas andou "forjando" projeções em favor de candidaturas tucanas em Betim e Contagem, voltou a atacar. Desta vez inseriram Aécio Neves na disputa para, evidentemente, mostrar para o tucano paulista quem manda por aqui.

Soriano disse...

A "venda"da Deusa da justiça o cegou? Ou é melhor não ver e nem tomar conhecimento da campanha Lula/Dilma que diáriamente é jogada a população? É isto que dá a nomeação da "cumpanherada"para ocuparem cargos que deveriam ser totalmente isentos de qualquer ingerência,. mas suas ão atrelados as benesses das quais não abrem mão nem que a vacas tussa! Pobre BRASIL!

Anônimo disse...

-EXISTE VEXAME MAIOR DO QUE SER "BABA-OVO" DE "GENTE" COMO FIDEL CASTRO?
(UM DISSIDENTEE MORREU EM GREVE DE FOME - PENA QUE NO BRASIL OS QUE SE LANÇAM EM GREVE DE FOME, TÊM APARATO MÉDICO E NAO CHEGAM A TANTO..
O TAO "ÉTICO E DEMOCRATICO" PT ,TEM ALGO A DIZER SOBRE O DESRESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS EM CUBA ?
E "BABAR -OVO" E LAMBER BOTAS DE JOSE DIRCEU?
ESTAMNOS FERRADOS NA MAO DESSA GENTE!