sexta-feira, junho 27, 2008

SOBRAM VAGAS, FALTA MÃO- DE- OBRA. POR QUÊ?

A informação nem chegou a ser comemorada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua equipe. E eles teriam razão se revelassem sua satisfação: a taxa de desemprego aberto no país ficou em 7,9% no mês de maio, a menor para o mês desde 2002 e a menor do ano, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego divulgada pelo IBGE. Em abril, o desemprego era de a 8,5%. Em maio do ano passado, chegou a 10,1%. Para os especialistas, "foi a primeira queda real, significativa e expressiva da taxa este ano". Sinal de bons ventos na economia, apesar dos picos inflacionários e das constantes reclamações em torno das altas taxas de juros.

Tantos números e estatísticas significam que, na prática, o desemprego acabou no Brasil? Não. Todos os brasileiros e brasileiras estão devidamente empregados? Definitivamente não. Embora em algumas regiões que experimentam um crescimento econômico sem precedentes - no caso dos biocombustíveis - esteja difícil achar mão-de-obra, o drama do desemprego ainda é a realidade para muitos cidadãos.


Tamanha dicotomia - falta de mão-de-obra qualificada de um lado, filas de candidatos dobrando esquinas de outro - é o resultado da desastrosa política educacional do Brasil. O mundo chegou a um grau de sofisticação tecnológica que tarefas mais prosaicas exigem um mínimo de conhecimento. Conhecimento este, adquirido na escola.
O Brasil pode ampliar o paradoxo de ter muitas vagas, mas não ter indivíduos suficientes para ocupá-las, justamente porque a educação falhou. É este o resultado da combinação de ensino falho, escolas desaparelhadas, professores mal-remunerados e alarmantes índices de repetência e evasão.
O TEMPO-27/06/08- ( http://www.otempo.com.br )

15 comentários:

Anônimo disse...

O que em um ano este governo fez, para o trabalhor, tem governo que em oito anos não fez metade, e depois tem a cara de pau de criticar.

Anônimo disse...

Num país que tem no Governo PTralhas picaretas PTóquios Aloprados, que só vive de escândalos, fazendo a sociedade refém cada vez maior de impostos escorchantes e injustiças graves, HIPOCRISIA é o seu nome. Na maior aplicação do Governo, que antes se chamava aplicação de Investimento do Orçamento DA União, hoje denomidado PAC(derme)- propaganda PTralha PTóquia, só há roubos, ou 'pagamentos não contabilizados' (nome dado pelos aloprados PTralhas-PTóquios) - um forma de prostituição do patrimônio público, onde o lulla-lalau diz que há uma mãe do PAC, mas devemos perguntar: não seria mais lógico ter uma Prostituta do PAC???

Anônimo disse...

FESTA JUNINA OU A PROSTITUIÇÃO DO PAC

PF prende fraudadores de obras em vários estados ->
SÃO PAULO, 20 de junho de 2008 - A Polícia Federal (PF) iniciou hoje a Operação João de Barro para cumprir 231 mandados de busca e apreensão e 38 mandados de prisão temporária nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal. Participam da operação cerca de mil policiais federais. Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) realizada em 29 municípios do leste mineiro encontrou indícios de fraude na execução de obras. A auditoria foi feita a partir de denúncias veiculadas na imprensa e, logo após, a investigação policial desarticulou um esquema de prostituição criminoso de desvio de verbas destinadas à construção de casas populares e estações de tratamento de esgoto. De acordo com a PF, a quadrilha desviava recursos repassados pela União aos estados, Distrito Federal e municípios em convênios ou empréstimos cedidos pela Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nas chamadas transferências voluntárias da União. Grande parte dessas transferências se destina a custear obras que fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os projetos já receberam R$ 700 milhões para sua execução e outros R$ 2 bilhões poderiam ter o mesmo destino. Por conta do crime, sobrava menos dinheiro para a realização das obras, que não apresentaram padrão de qualidade de acordo com o previsto. Algumas casas, inclusive, estavam com metragem inferior à determinada no projeto original, informa a nota da PF. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Hermes Gomes, da 2ª Vara de Governador Valadares (MG) e os de busca e apreensão, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são da Agência Brasil. (Redação - InvestNews)

Anônimo disse...

16 PERGUNTAS EXTREMAMENTE DIFÍCEIS DE SEREM RESPONDIDAS. PROCURA-SE UMA MENTE SUPERIOR CAPAZ DE RESPONDÊ-LAS.

1. Por que o presidente do povo usa terno Armani?

2. Por que o presidente do povo pode ter ensino fundamental incompleto e um gari necessita de ensino fundamental completo?

3. Por que o presidente do povo acumula aposentadoria por invalidez, aposentadoria de dep. federal, pensão vitalícia de 'perseguido político' isento de Imposto de Renda, salário de presidente de honra do PT e salário de presidente da República?

4. Por que o presidente do povo é perseguido político, sendo que passou apenas UMA noite no DOPS?

5. Por que o presidente do povo comprou um avião da concorrente da Embraer?

6. Por que o presidente do povo se aposentou por invalidez apenas por ter um dedo a menos e hoje trabalha como presidente do Brasil?

7. Por que o presidente do povo protege seus amigos comprovadamente corruptos e nunca aconteceu nada com ele?

8. Por que o presidente do povo se vangloria de não ter estudo e ser filho de mãe analfabeta e acha normal ter filhos estudando fora do Brasil?

9. Por que o presidente do povo, quando do seu mandato de Dep. Federal, não participou da vida parlamentar do Congresso?

10. Por que o partido do presidente do povo tem ligação com as FARC e ninguém comenta isto?

11. Por que a mulher do presidente do povo não faz absolutamente nada?

12. Por que o presidente do povo não sofreu impeachment como o Collor sofreu?

13. Por que o presidente do povo precisou pagar mensalão ao De putados Federais?

14. Por que a candidata Heloísa Helena foi expulsa do PT e o José Dirceu (dep. cassado) e Antonio Palocci (indiciado por quebra ilegal de sigilo bancário e outros crimes) não foram?

15. Por que o presidente do povo nunca soube das coisas do partido e do governo dele, MAS SABE DE TUDO SOBRE OS GOVERNOS ANTERIORES?

16. Finalmente, a pergunta mais difícil de todas: Por que tantos intelectuais, cientistas, professores universitários, reitores e outros membros da nata do país continuam apoiando o presidente do povo?

Alguém sabe pelo menos uma das respostas? POR FAVOR, ENVIEM PARA O MAIOR NÚMERO POSSIVEL. ALGUÉM DEVE SABER RESPONDER ESTAS PERGUNTAS. Não consegui responder nenhuma, se você conseguir, me avise.

Anônimo disse...

Com a palavra, o TCU

Os ministros do Tribunal de Contas da União resolveram promover uma devassa nos contratos de ONGs com órgãos públicos federais. Os ministros ficaram assustados com as revelações de um estudo preliminar que aponta o desvio de quase a metade dos cerca de R$ 1,5 bilhão repassados pela União às ONGs. No ano de 2008, o número de organizações não-governamentais registradas no País já ultrapassa a marca de 300 mil, sendo que em 2002 era de apenas 22 mil. Como o governo trabalha unido para encerrar em julho os trabalhos da CPI das ONGs, fica sempre a amarga constatação de que no Brasil o crime compensa. A última esperança é o TCU.


Postado por Roberto Jefferson

Anônimo disse...

Lula decretou ontem o fim do “Caso Varig”. E, no entanto, ele continua. Até porque poucas tramóias no Brasil estiveram tão enredadas numa cadeia de lorotas e mentiras. Na VEJA desta semana, Marcio Aith pega o fio da meada e chega ao nó da questão: há evidências de que Roberto Teixeira, o Primeiro-Compadre, recebeu mais do que os US$ 5 milhões que finalmente admitiu ter recebido na operação — depois de ter dito que cobrara apenas US$ 350 mil. Qual é o busílis? Vamos a um trecho da reportagem de Aith:

“Não há lei que impeça Teixeira de fixar seu preço, por mais exorbitante que seja. A questão é que ele não trabalhou na freqüência normal de um advogado, mas usou o nome do presidente Lula para abrir portas e atropelar resistências dentro do governo, segundo reportagens publicadas no início de junho pelo jornal O Estado de S. Paulo. Não se trataria, portanto, de um dinheiro recebido por serviços jurídicos, e sim como pagamento pela prática de tráfico de influência, crime punível com dois a cinco anos de reclusão.”

Será que tudo isso é normal? Não é o que dizem alguns especialistas. Vamos de novo à reportagem:

“Segundo Ademar Gomes, presidente da Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de São Paulo (Acrimesp), "está comprovado que houve tráfico de influência". ‘Só porque é amigo do presidente, pode entrar a qualquer horário em seu gabinete? Como advogado, se eu quiser uma audiência com Lula, tenho de tentar agendá-la. Muito provavelmente, esperaria meses ou nem seria atendido.’ Para Claudio Weber Abramo, diretor executivo da organização Transparência Brasil, ‘há razão para crer que houve tráfico de influência, os indícios são fortes’. Rodrigo Faucz, especialista em direito penal econômico, diz que o fato de os encontros não constarem das agendas públicas de compromissos é mais um sinal de que algo está errado nas negociações.”

Faucz fala que os encontros não constavam das agendas públicas. Isso é legal? A reportagem responde:

“Nenhuma das reuniões do Planalto constou da agenda oficial de compromissos das autoridades em questão, como manda o decreto nº 4334, de agosto de 2002. Esse decreto determina que as audiências de autoridades públicas com representantes de interesse privado devem ser registradas e sempre acompanhadas por outro servidor.”

A foto que se vê no alto mostra Teixeira, filhas, genro e clientes voltando para São Paulo de um encontro com o presidente Lula no dia 15 de dezembro de 2006.

Anônimo disse...

Diogo: Teixeira, o flanelinha dos ares Lula decretou o fim do Caso Varig. E, no entanto, ele continua. Seguem trechos da coluna de Diogo Mainardi: * 22 de agosto de 2006. Lula está no Palácio do Planalto. Agenda do dia: 12:30 Lakshmi Mittal 15:30 Senadora Chikage Oogi 16:00 Conselho Brasil x Japão Dá para encaixar um encontro com Roberto Teixeira? Dá. Sempre dá. Roberto Teixeira foi recebido por Lula. Segundo ele, tratou-se de uma mera visita de cortesia. Nada a ver com seu trabalho para a Varig. Nesse caso, porém, por que é que a Varig teria pago as suas despesas da viagem a Brasília? Foi o que eu perguntei a Roberto Teixeira, por meio de sua assessoria de imprensa. Ele respondeu candidamente que "aproveitava as idas aos tribunais e passava no Planalto". Isto mesmo: a Varig pode ter bancado seu encontro com Lula, mas o propósito da viagem era outro. Denise Abreu, no dia de seu depoimento, entregou ao Senado Federal uma mala abarrotada de documentos. (...) Em 10 de agosto, a Anac decidiu cancelar os "hotrans" e os "slots" da Varig. No dia seguinte, esse cancelamento foi comunicado oficialmente a Cristiano Martins, genro de Roberto Teixeira. (...) "Hotrans" e "slots" correspondem às vagas nos aeroportos. Roberto Teixeira brigou pela posse dessas vagas, como um flanelinha dos ares. Em 16 de agosto, Cristiano Martins remeteu à Anac o plano de negócios da empresa, que incluía "hotrans" e "slots". Em 17 de agosto, Valeska Teixeira protocolou na Anac um pedido de registro da companhia. Nesse período, ocorreu aquilo que, na diretoria da Anac, se tornou conhecido como Dia do Bife: um encontro de mais de oito horas, no Palácio do Planalto, coordenado pela secretária executiva de Dilma Rousseff, Erenice Guerra. Ela pressionou para que a Anac concedesse imediatamente um certificado homologando a Varig. O coronel Jorge Velozo usou a imagem do cozimento de um bife para ilustrar a impossibilidade de queimar etapas a fim de acelerar o processo. Longe do microfone, o coronel Jorge Velozo confirma os detalhes intimidatórios do Dia do Bife. Eu testemunhei isso. Perto do microfone, ele é muito mais acanhado. (...) Para saber como termina esta coluna, que prova que o Caso Varig continua, e outras falcatruas PTralhas leiam VEJA.

Anônimo disse...

A fala de Lula é interessante porque podemos fazer permutas no sujeito da frase sem que haja qualquer variação no seu teor de verdade — ou de mentira. Vejam as frases que o Apedeuta poderia dizer, em ordem cronológica:
“Para mim, o caso Waldomiro está encerrado”.
“Para mim, o caso mensalão está encerrado”.
“Para mim, o caso dossiê dos aloprados está encerrado”.
“Para mim, o caso dossiê anti-FHC/Ruth está encerrado”.

Se formos recuar mais no tempo, pode-se acrescentar:
“Para mim, o caso Celso Daniel está encerrado”.
“Para mim, o caso Toninho do PT está encerrado”.
SÓ NÃO ESTÁ ENCERRADO PRO BRASIL INTEIRO, PRA JUSTIÇA, PRO TCU, PRA PF, PRO MP, PARA OS HONESTOS, PARA A HISTÓRIA.

Anônimo disse...

A MÃE PTralha.

Etá governo corruPTo! Lulla só criou barriga (haja Pinga 51), viagens (‘nuncaantesnessepaiz’) e corruPTos!


FESTA JUNINA DO PAC: PF prende fraudadores de obras em vários estados -> SÃO PAULO, 20 de junho de 2008 - A Polícia Federal (PF) iniciou hoje a Operação João de Barro para cumprir 231 mandados de busca e apreensão e 38 mandados de prisão temporária nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal. Participam da operação cerca de mil policiais federais. Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) realizada em 29 municípios do leste mineiro encontrou indícios de fraude na execução de obras. A auditoria foi feita a partir de denúncias veiculadas na imprensa e, logo após, a investigação policial desarticulou um esquema de prostituição criminoso de desvio de verbas destinadas à construção de casas populares e estações de tratamento de esgoto. De acordo com a PF, a quadrilha desviava recursos repassados pela União aos estados, Distrito Federal e municípios em convênios ou empréstimos cedidos pela Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nas chamadas transferências voluntárias da União. Grande parte dessas transferências se destina a custear obras que fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os projetos já receberam R$ 700 milhões para sua execução e outros R$ 2 bilhões poderiam ter o mesmo destino. Por conta do crime, sobrava menos dinheiro para a realização das obras, que não apresentaram padrão de qualidade de acordo com o previsto. Algumas casas, inclusive, estavam com metragem inferior à determinada no projeto original, informa a nota da PF. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Hermes Gomes, da 2ª Vara de Governador Valadares (MG) e os de busca e apreensão, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são da Agência Brasil. (Redação - InvestNews)

COMO O POVO COSTUMA CHAMAR: NO PAC TÁ CHEIO DE LADRÕES FILHO DA PUTA! DAÍ NOS LEVA A PERGUNTAR: QUEM SERÁ ESSA MÃE TÃO FAMOSA???ALGUÉM AINDA TEM DÚVIDA?!!!!

Anônimo disse...

Quem vai ser penalizado pelo péssimo estado de conservação de ruas e estradas?
Quem vai ser penalizado pelas vendas de CNH?
Quem vai ser penalizado pelas vistorias vendidas nos
DETRANs?
Quem vai ser penalizado pela ineficiência da fiscalização nas estradas?
Quem vai ser penalizado por não combater o roubo de carros nas cidades?
Quem vai ser penalizado por não combater o roubo de cargas nas estradas?
Quem vai ser penalizado pela poluição nas cidades?
Quem vai ser penalizado por não combater o crime de adulteração nos combustíveis?

CADê LULLA-PTÓQUIO E SEU BANDO DE LULLANÁTICOS???!!!

Anônimo disse...

Inquérito de dossiê anti-FHC está parado
Por Lucas Ferraz, na Folha:
Inicialmente previsto para ser concluído nos primeiros dias de julho, o inquérito da Polícia Federal que investiga a confecção e o vazamento do dossiê produzido pela Casa Civil com gastos sigilosos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) está parado desde o início de junho.
Antes de ouvir funcionários considerados essenciais na elaboração do material e sem concluir o inquérito, o delegado Sérgio Menezes o encaminhou ao Ministério Público Federal motivado por uma representação do PSDB sobre o envolvimento de autoridades com foro privilegiado. O único indiciado até o momento foi o então secretário de controle interno da Casa Civil, José Aparecido Nunes Pires, por quebrar o sigilo funcional. Ele vazou o dossiê.
Conforme a Folha revelou, o dossiê foi montado dentro da Casa Civil, em fevereiro, antes da instalação da CPI dos Cartões. A ordem para a confecção do material partiu de Erenice Guerra, secretária-executiva da pasta e braço direito da ministra Dilma Rousseff. Ela e o secretário de administração da pasta, Norberto Temóteo, ainda não foram ouvidos pela PF.
Com a decisão do delegado de enviar o inquérito ao Ministério Público, caberá à Procuradoria Geral da República apresentar parecer se posicionando pela investigação no STF (Supremo Tribunal Federal), mas o inquérito tampouco chegou às mãos do procurador.

Anônimo disse...

ESCÂNDALO VARIG – Audi reafirma que TAM queria pagar muito mais pela Varig
A quatro dias de seu depoimento no Senado, o empresário Marco Antônio Audi, sócio afastado da VarigLog, reafirma que a TAM havia feito uma proposta maior para comprar a Varig — US$ 738 milhões, ou US$ 418 milhões a mais do que o desembolsado pela Gol. A noticia foi dada pela VEJA na edição nº 2064, no dia 7 deste mês. Leia trechos de sua entrevista à Folha na edição deste domingo. Ah, sim: segundo Audi, Valeska, filha de Roberto Teixeira, quando queria intimidar funcionários públicos, afirmava: “Vamos ficar na casa do Dindo”. Dindo é Lula.

FOLHA - Por que a VarigLog decidiu vender a Varig?
MARCO ANTONIO AUDI - A gente estava muito apertado, com uma perna no precipício. Uma empresa dessas, se não tiver mais dinheiro, pára. Chegamos à conclusão de que não tínhamos dinheiro, tínhamos de vender. Quatro empresas tinham interesse na Varig: Gol, TAM, LAN Chile e Air Canada.
FOLHA - E por que a Varig foi vendida para a Gol?
AUDI - A gente tinha de vender para a primeira que pagasse, senão as duas empresas [a Varig e a VarigLog] iriam quebrar. A TAM precisava de mais tempo para estudar seu interesse real ou não, e a Gol estava pronta para pagar. Lap Chan negociou com o Constantino Júnior e disse: "Vamos fechar com a Gol mesmo". Eu falei: "Não, vamos esperar a TAM, a gente vai vender pelo dobro".
FOLHA - E por que não esperaram?
AUDI - Os caras [a TAM] tinham pedido uma semana. Falei com ele [Lap Chan]: "Me dá R$ 10 milhões que eu sobrevivo esta semana". E ele disse: "Não, vocês se viram". Ainda tentamos conversar com o Júnior, num encontro no hotel Caesar [em São Paulo]. Queríamos convencê-lo a esperar o fim de semana. Ele disse: "Eu não agüento mais essa situação. Ou saio daqui dono da Varig ou vocês nunca mais vão me ver".
(...)
FOLHA - A TAM alega ter desistido do negócio...
AUDI - Até a data da venda, eles [a TAM] não tinham desistido. Antes de anunciar a venda para a Gol, nós nunca tivemos uma negativa da TAM. Os advogados deles participaram [das negociações] naquela semana.
FOLHA - Qual foi a posição do Roberto Teixeira?
AUDI - Ele teve uma virada súbita. Primeiro ele era contra e, de repente, está abrindo as portas para o comprador da VRG [Audi cita a fotografia de Teixeira ao lado dos donos da Gol no elevador do Palácio do Planalto, no dia da compra da Varig]. Vou deixar para a sua imaginação. Só que ninguém muda de opinião assim se não tiver um grande interesse.
(...)
AUDI - O tráfico direto é por meio de quem trabalha no governo. A Valeska Teixeira [advogada filha de Roberto Teixeira, afilhada de Lula] age assim: chega perto de um funcionário público e comenta: "Vamos para Brasília e vamos ficar na casa do dindo [Lula]". Imagina para um funcionário público ouvir isso. O cara já fica tremendo.

Anônimo disse...

BONS TEMPO FORAM AQUELES EM QUE ATÉ O PRESIDENTE ERA BOSSA NOVA,
HOJE O PRESIDENGUE PTRALHA PTÓQUIO VIVE A MENTIR E USA A MAQUINA PRA ENCOBRIR TAMANHA CORRUPÇÃO....


Vai, minha tristeza, e diz a ela

Que sem ela não pode ser

Diz-lhe, numa prece, que ela regresse

Porque eu não posso mais sofrer

Chega de saudade, a realidade é que sem ela

Não há paz, não há beleza

É só tristeza e a melancolia

Que não sai de mim, não sai de mim, não sai


Mas, se ela voltar, se ela voltar

Que coisa linda, que coisa louca

Pois há menos peixinhos a nadar no mar

Do que os beijinhos que eu darei na sua boca

Dentro dos meus braços

Os abraços hão de ser milhões de abraços

Apertado assim, colado assim, calado assim

Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim

Que é pra acabar com esse negócio de viver longe de mim

Não quero mais esse negócio de você viver assim

Vamos deixar desse negócio de você viver sem mim"

(Chega de Saudade, Vinícius de Moraes)

É bom matar as saudades dos bons tempos da boa música ...

Anônimo disse...

PTralha PAPA-Defunto de crianças no Gov. Pará.
PTralhas Assassinos. XÔ IncomPTentes! XÔ OMISSOS!

Comentário:
Santa Casa de Belém ? hospital do Governo Estadual ? da Gov. PTralha ? Papa defunto de crianças -> colaboração para a Folha Online - 29/06/2008 - 13h15 Mortes Entre os dias 20 e 27 de junho, 20 recém-nascidos morreram na Santa Casa da Misericórdia de Belém. Os óbitos foram confirmados pelo governo, que os atribuiu a uma concentração incomum de casos graves - ha ha ha ha ha - > o único caso de concentração incomum de casos graves são os PTralhas nu puder! ha ha ha ha ha ...! O Sindicato dos Médicos de Belém denunciou as mortes. A entidade diz que a Santa Casa sofre de problemas crônicos, como superlotação e falta de infra-estrutura. O promotor Ernestino Roosevelt, do Ministério Público do Pará, deu prazo até a próxima segunda-feira (30) para que a Santa Casa apresente laudo sobre cada um dos óbitos.

Anônimo disse...

kapurit room amici gear alerts fmfi shriji legend packs question objects
semelokertes marchimundui