segunda-feira, junho 23, 2008

CUMPLICIDADE E AUSÊNCIA DO ESTADO


Mas o Brasil insiste em caminhar na contramão da racionalidade e do bom senso. Continuaremos, pois, a assistir o mundo legal cair no buraco negro da ilegalidade, da violência , da corrupção e do narcotráfico.A polícia carioca aparentemente já foi tragada pelo crime. Lamentavelmente, o Exército caminha na mesma direção.

CUMPLICIDADE E AUSÊNCIA DO ESTADO

O recente episódio que envolveu uma unidade do Exército Brasileiro e traficantes dos morros do Rio de Janeiro é lamentável e revoltante sob todos os aspectos. É inaceitável que um senador, no propósito de dar "proteção " a uma obra eleitoreira na favela da Providência, requisite tropas do exército; é incompreensível que os ministros responsáveis pela área atendam prontamente à solicitação do senador e autorizem a entrada das tropas no morro; é inconcebível que soldados do exército se cumpliciem com os traficantes a quem deveriam combater; é revoltante que soldados do exército, arbitrariamente, prendam e entreguem a traficantes de uma facção rival três jovens para serem seviciados e mortos de maneira bárbara; e , acima de tudo, é inadmissível que imensas espaços territoriais do Rio de Janeiro estejam completamente fora do controle do Estado, entregues ao domínio de traficantes e de milicianos, constituindo-se, assim, em autênticos “estados paralelos”.

O pano de fundo deste bárbaro episódio, que ganhou as páginas dos principais jornais do mundo, é a completa ausência de um plano de ação sério e consistente, com o propósito erradicar definitivamente esse câncer. Tal qual uma metástase, ele avança célere sobre todo o tecido urbano do Rio de Janeiro, ameaçando tornar a ex-cidade maravilhosa no pior lugar do mundo para se viver. A Colômbia, especialmente em Medellín, vem dando exemplo de como é possível, com ações construtivas nos setores sociais e de segurança, e com a presença permanente do Estado, regenerar áreas degradadas pelo crime e pela pobreza, resgatando-as do controle do tráfico.

Mas o Brasil insiste em caminhar na contramão da racionalidade e do bom senso. Continuaremos, pois, a assistir o mundo legal cair no buraco negro da ilegalidade, da violência , da corrupção e do narcotráfico.A polícia carioca aparentemente já foi tragada pelo crime - o recente caso envolvendo o ex- governador Garotinho e o seu chefe da polícia civil, Álvaro Lins com o submundo do crime, comprova isso. Lamentavelmente, o Exército, ou pelo menos a ala do Exército sediada no Rio de Janeiro, caminha na mesma direção. Não tardará o dia em que toda uma rede de instituições e representantes do poder público – polícia, exército, magistrados, políticos - estarão a serviço do crime.

O fato é que enquanto o Rio como de resto o Brasil continuarem entregues a governantes incompetentes, ausentes ou cúmplices da criminalidade, a recuperação das áreas fora de controle se tornará impossível. Um presidente da República que a cada acontecimento negativo sob a sua responsabilidade se limita a se dizer surpreso, e a repetir que desconhecia o que se passava sob o seu nariz, não nos dá muita esperança de que as coisas melhorarão num curto espaço de tempo.

230608

5 comentários:

Anônimo disse...

Fico pensando como o Brasil é formado de pessoas com pouca formação e informação, toda vez que se fala do exercito lembra-se logo dá ditadura e de jovens nas ruas protestando, sou sim afavor do exercito nos morros, por que a poli´cia do rio têm muitos que já se venderam para o tráfico, naõ apoio o que aquele militares fizeram, mas fico achando engraçado mataram 3 jovens que se diga de passagem tinha envolvimento com o movimento, e todo mundo ficou abismado, revoltado, ai1 quando morre um policial, um api de familía não se ver direitos humanos não se ver ministros visitando familías, sabe por que?, por que atrás dos tráfico estam filhios de papai, artistas, filósofos cabeças pensantes que não pensam nada, tristes com a morte de um dos seus companheiros de lombra, o que o povo deveria ficar indgnado é com a robalheira no pais, onde o governo blinda seus ministros com verbas cala boca para um povo que fala dos políticos e estão mais corruptos do que eles isto sim é uma vergonha, que o povo se alerte e lute por um pais onde as leis sejam cumpridas e ai sim veremos menos pessoas se achando no direito de fazer justiça com as proprias mãos.

Sydney disse...

Mais um artigo que copia a grnde midia!É espantoso como se dá crédito à opinião de pessoas que convivem com o crime organizado, protegidas pelo tráfico (coniventes) ou até atuantes, e não se é capaz de dar crédito à mais honesta instituição que este país sempre teve, as "Forças Armadas".
É o interminável revanchismo que fala mais alto, tanto nos desinformados quanto na mídia tendenciosa.
Até quando vamos assistir a este desmando?

Anônimo disse...

BRASIL DO LULLARAPIO SEM LEI: olha tua cara.

PAC--PARTIDO ACELERAÇÃO CORRUPÇÃO.

Se gritar pega PTralha ladrão? Não fica um PTralha meu irmão!!!!!!!

PAC--PARTIDO ACELERAÇÃO CORRUPÇÃO - Em pouco tempo o PAC se tornou o maior partido de aceleração a corrupção.Estudado minuciosamente pelos corrruptores o PAC se transformou em fada madrinha de bandidos.

Lincoln disse...

Concordo com o autor. No Brasil falta alguém com autoridade moral e decisão para colocar um freio na falta de escrúpulos que tomou conta deste país. As instituições estão desmoralizadas. Nossos juizes são corrompidos, nossos políticos são safados e corruptos, nossos padres e pastores são venais , nosso exército é um bando de come-dorme. E por fim temos um presidente sem vergonha que só sabe proteger os amigos.

Anônimo disse...

LADROES E FALSARIOS DO LULLALAU!
ESTÃO ROUBANDO O BRASIL! Tá dudo dominado! XÔ CorruPTos inePTos aloprados.


ENQUANTO O PAÍS PERDE UMA SENHORA DIGNA, A QUE MELHOR REPRESENTOU SER UMA PRIMEIRA DAMA, FICAMOS COM A GALINHA CACAREJADORA FAZENDO FALCATRUA. POR QUE VENDEU PRA GOL A VARIG POR 320 MI SE A TAM OFERECEU 758 MI???? Dilma diz que recebeu Teixeira duas vezes na Casa Civil - Segundo a ministra, encontros com Teixeira só teriam ocorrido no gabinete do presidente Lula