quarta-feira, junho 18, 2008

O SEPULTAMENTO DAS CPIs

Ao descartarem a possibilidade de investigação parlamentar do caso VarigLog os oposicionistas, muito mais do que concentrarem esforços numa agenda positiva, confessam que conseguiram, com sua inação, incompetência e, em muitos casos, cumplicidade, desmoralizar um importante instrumento de luta política e motivo de temor para os governantes.Diante do reconhecimento oposicionista da impossibilidade de novas CPIs, Lula e sua turma se fortalecem, comemoram e agradecem tamanha generosidade da oposição. A CPI dos Cartões Corporativos, recentemente encerrada, deixou evidente que nem os oposicionistas , muito menos os governistas, estavam interessados em investigar
O SEPULTAMENTO DAS CPIs

Afinal, para que servem as CPIS? Em tese, elas são um importante instrumento do Poder Legislativo para investigar os três poderes no que se refere ao correto cumprimento de suas atribuições constitucionais, levantando as causas de possíveis delitos cometidos no âmbito da administração pública, e apontando as irregularidades, e indiciando os responsáveis por delitos.São, portanto, um instrumento fundamental para a democracia, pois impedem que agentes públicos de todos os níveis , no âmbito dos três poderes exorbitem de suas funções e se comportem de maneira ímproba, antiética e criminosa. Na prática não tem sido bem assim.

As mais recentes CPIS , além de não produzirem nenhum resultado prático, se constituíram muito mais num palco iluminado pelos holofotes da mídia onde governistas e oposicionistas têm se esmerado em dar o seu showzinho particular em busca dos seus quinze minutos de fama e de votos nas eleições mais próximas.

A CPI dos Cartões Corporativos, recentemente encerrada, deixou evidente que nem os oposicionistas , muito menos os governistas, estavam interessados em investigar o objeto para a qual ele foi criada, ou seja, o mau uso dos cartões corporativos por agentes do atual governo e do governo passado. Desde o início dos trabalhos, estava claro que aos governistas, maioria na comissão, só interessava obstruir os trabalhos, fazendo se valer de métodos, digamos, pouco convencionais, por conta de uma tropa de choque especialmente convocada para esse fim.

Os oposicionistas, valentes antes da instalação da comissão, afinaram o seu discurso assim que os governistas conseguiram emplacar nas investigações o período correspondente ao segundo mandato de FHC. A partir daí, tucanos e democratas praticamente abandonaram o alvo das investigações e se concentraram o seu foco numa confusa história do dossiê da Casa Civil que também acabou não chegando a lugar algum.

Resultado: a CPI chegou ao fim no início do mês sem pedir indiciamento de ninguém. O relatório do deputado petista Luiz Sérgio (RJ), com 139 páginas, não reconheceu sequer a existência de irregularidades com o uso do cartão corporativo. O petista se refere às irregularidades como "equívocos", "problemas" e "utilização inadequada".


Agora, diante de mais uma leva de denúncias envolvendo gente do Planalto e amigos do Presidente num caso de favorecimento na compra da Varig , a oposição, após um instante de hesitação, achou desnecessária a convocação de uma CPI, sob o argumento de que “é preciso se criar combates construtivos e com resultados para a sociedade”. O entendimento de tucanos e democratas nos bastidores defende uma espécie de “agenda positiva”. Segundo os líderes da oposição no Senado, Arthur Virgílio e José Agripino, agora é necessário concentrar esforços para a derrubada da CSS. A crença geral entre os oposicionistas é de que mais uma CPI daria em nada, em razão da maioria governista em qualquer comissão que se forme, e acabaria por desmoralizar completamente o instituto. Além do mais, a proximidade das eleições municipais muito mais do que o propósito de criar um agenda construtiva é o que explica essa desistência..

Em que pese o fracasso das últimas tentativas de investigação -, algumas delas, como a do Mensalão, a do Contrabando e a dos Transgênicos nem chegaram a apresentar o relatório final -,as CPIs nem sempre terminaram em pizza. Afinal, foi em conseqüência de uma CPI que o presidente Fernando Collor perdeu o mandato; foi também em razão de uma CPI que, em 1993, diversos parlamentares, envolvidos no escândalo do orçamento foram afastados da vida pública;e foi também como resultado de uma delas – a CPI dos Correios – que diversos parlamentares e agentes públicos foram denunciados, e muitos deles levados a julgamento no STF.

Mas ao descartarem a possibilidade de investigação parlamentar do caso VarigLog os oposicionistas, muito mais do que concentrarem esforços numa agenda positiva, confessam que conseguiram, com sua inação, incompetência e, em muitos casos, cumplicidade, desmoralizar um importante instrumento de luta política e motivo de temor para os governantes.Diante do reconhecimento oposicionista da impossibilidade de novas CPIs, Lula e sua turma se fortalecem, comemoram e agradecem tamanha generosidade da oposição. Quem perde, mais uma vez, é a sociedade.
180608


4 comentários:

Anônimo disse...

Eu já sabia!!! Mais uma CPI que vira PIZZA direto dos fornos do Congresso Brasileiro. Cambada de corporativistas. Definitivamente, o BRASIL não é um país sério.

Helton disse...

As CPIs foram desmoralizadas porque LULLA e seu bando fizeram de tudo para desmoraliza-las. Os políticos não querem investigar coisa nenhuma. Só querem aparecer para a mídia. A oposição tem a sua parcela de culpa porque tb nuca levaram a sério os trabalhos das CPIS

Miriam disse...

Como sempre as CPIs de nossa "tão estimada oposição cinematografica", estão paradas, a unica que anda é a da PEDOFILIA, esta esta indo bem.
Agóra as demais que tiveram e tem cunho politico, é uma LASTIMA, VAZADORES, E FACTOIDORES, é oque a nossa "estimada oposição cinematografica" nos brinda.
Fóra lógico os Insandesidos ataques a Sucessora, a Marta ao Lula, ao Governo e ao PT.

Rosena disse...

Olá Fernando Quem não deve não tema Vc tem razão em criticar os tucanos e seus aliados. O governo do sapo é uma sujeira, mas a oposição jamais investigou como deveria. Se o Lulla está firm,e até hoje é por culpa da fraqueza dessa oposição de araque. Agora ela acabou de enterrar as cpis, e vai perder a próximas eleições. E tb as demais, até aprender a não ter o rabo preso.