domingo, maio 25, 2008

FIM MELANCÓLICO

O fim melancólico - ainda que não oficialmente anunciado - da CPI dos Cartões Corporativos mostra que a intenção dos parlamentares não era esclarecer como é gasto o suado dinheiro do contribuinte. Houve a estridência de sempre - de ambos lados, aliados e oposição - e o mesmo jogo de cena político. Mas na essência, nada avançou.


São poucos os governos e, em última análise, servidores (de primeiro e segundo escalão) a demonstrar cuidado na administração do dinheiro público. Há aqueles que se entusiasmam, contam com a costumeira impunidade e esbanjam verbas públicas. Há também os inexperientes, embora em menor número, que se confundem o que ou não permitido.
As irregularidades acontecem - e provavelmente vão continuar acontecendo - em qualquer governo seja de que sigla partidária for. Enquanto não se criarem mecanismos de maior controle e fiscalização a tentação vai ser grande e outros casos inusitados serão repetidos.
No entanto, não pareceu em nenhum momento que os parlamentares quisessem moralizar a situação. Tudo não passou de um bem urdido plano já de olho na sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se os governista fizeram de tudo a fim de proteger a ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, a oposição fez tudo para jogá-la na fogueira, mas parece não ter se empenhado, pelo menos com a mesma veemência, na defesa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Como mais erros poderiam acontecer e atingir os dois lados, fica claro que houve um "acordo de cavalheiros" e que o assunto seja esquecido. Pelo menos até a próxima denúncia quando oposição e governo vão querer tirar proveito político de olho em 2010.

5 comentários:

Sergio disse...

Senadores e Deputados, mais dois assesssores - puxa sacos - que custam milhões de reais por mês ao País, num teatro de atores vulgares, tentando passar a população que entre eles, há discordâcia e oposição. São farinha da mesma raiz. OPOTUNISTAS, que buscam na luz das câmeras aparição na mídia, fingindo-se de honestos. Bastava FHC e Lulla, liberarem seus sigílios, e por se dizrem honestos, deixariam esses bestas dessassuntados. Vão trabalhar seus Sanguessugas!!!Vampioros! Parasitas.

Rosena disse...

Pois é Fernando...Depois do acordão da CPI dos cartões, está faltando o acordão da CPI das Ongs.
ue pais ... quanta vergonha esses politicos fazem o Brasil passar.
Não é a toa que seremos sempre o país do futuro que nunca chega.e ainda querem o dinheiro da CPMF para se divetirem ainda mais.

nidia disse...

Olá Fernando
Fico me perguntando: e nós, o que vamos fazer??? Vamos continuar passivamente a engolir sapos, sem sequer vomitar? Ou será que devemos "aprender" com os índios caiapós lá do amazonas, que nos deram uma lição de cidadania, defendendo seu território com unhas, dentes e facões?
É pra se pensar...

Anônimo disse...

EXISTE UMA SOLUÇÃO: CIDADANIA! MAS FALAR EM CIDADANIA NUM PAÍS ONDE A MAIORIA ABSOLUTA É FORMADA POR ANALFABETOS E SEMI-ALFABETIZADOS É PIADA. E O SAPO BARBUDO CONTINUA NADANDO DE BRAÇADA...

Fernando Soares disse...

Olá Nídia e amigos.
A participação do brasileiro é mínima. A nossa passividade diante dos fatos políticos é vergonhosa. Exemplo disso é que o governo já cogita da ressurreição da CPMF e não encontra a mínima resistência da sociedade. Será mais uma torneira a alimentar a corrupção. Sugiro que visitem o site REFORMA POLÍTICA JÁ( LINK AO LADO)