terça-feira, março 04, 2008

O PERIGOSO BUFÃO E SEUS AMIGOS TERRORISTAS

Na verdade, há muito que as relações entre a Colômbia e seus vizinhos mais próximos não são as melhores. O presidente Alvaro Uribe se propôs a um combate sem tréguas à guerrilha de narcotraficantes que ocupa boa parte do território colombiano e se dedica ao tráfico de drogas e ao sequestro de cidadãos colombianos, sob a roupagem de uma luta ideológica contra o capitalismo e o “imperialismo ianque”. A batalha de Uribe contra as Farc não tem recebido a solidariedade o apoio e a de seus vizinhos sul americanos. Pelo contrário.


O PERIGOSO BUFÃO E SEUS AMIGOS TERRORISTAS
Chávez deve estar louquinho por uma guerra. Afinal, ditador sem guerra não é ditador que se preze e mereça respeito, deve pensar. O pretexto para tal parece ter finalmente chegado. Trata-se do combate intensivo que o governo colombiano vem fazendo ao grupo terrorista Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia ( Farc), e que no final da semana passada extrapolou as fronteiras do território colombiano e penetrou no Equador, onde foi morto o número dois das Farc, Raul Reyes, e mais cerca de onze milicianos.

O governo equatoriano presidido por Rafael Correa, aliado de Chávez e simpatizante das Farc, imediatamente se declarou ofendido pela ação das tropas colombianas, retirou o embaixador equatoriano na Colômbia e anunciou o rompimento relações com aquele país. Chávez foi além: ordenou a saída de todos os funcionários venezuelanos de Bogotá e ordenou o envio de tropas para a fronteira com a Colômbia.

Na verdade, há muito que as relações entre a Colômbia e seus vizinhos mais próximos não são as melhores. O presidente Alvaro Uribe se propôs a um combate sem tréguas à guerrilha de narcotraficantes que ocupa boa parte do território colombiano e se dedica ao tráfico de drogas e ao sequestro de cidadãos colombianos, sob a roupagem de uma luta ideológica contra o capitalismo e o “imperialismo ianque”. A batalha de Uribe contra as Farc não tem recebido a solidariedade o apoio e a de seus vizinhos sul americanos. Pelo contrário, capitaneados pela Venezuela de Chávez, Equador, Bolívia e Brasil não conseguem disfarçar a simpatia pelo grupo de narcotraficantes terroristas que se auto-intitula “guerrilheiros de esquerda”.

Chávez vai além de uma simples solidariedade ao grupo terrorista. Ele de fato os abastece com generosos recursos financeiros e materiais provenientes dos lucros da exportação do petróleo venezuelano.Este apoio explícito do manda-chuva venezuelano ao terrorismo colombiano ficou evidenciado por ocasião da recente libertação de parte dos prisioneiros,patrocinada por Chávez. Pura jogada de marketing, fruto de uma trama urdida com o propósito para lhe atribuir a imagem de hábil negociador e de “estadista” e acentuar a “disposição das Farc para o diálogo”, em contraposição à “intransigência” de Álvaro Uribe

Nesse imbróglio, o Brasil de Lula tem adotado uma postura acanhada, e dissimuladamente parcial a favor dos terroristas. Em tese, o governo brasileiro prega a pacificação do norte do continente sul americano, mas na prática é incapaz de condenar as verdadeiras causas dessa ameaça a paz continental,que são a presença na Colômbia de um grupo que afronta as leis e as instituições, prega a derrubada de um governo democraticamente constituído e pratica os mais absurdos atentados aos direitos humanos, e a presença na Venezuela de um governante bufão,autoritário, perigosamente encrenqueiro e cuja principal aspiração parece ser a de se tornar um novo Fidel das Américas. Mas Lula e sua turma não conseguem é esconder a sua simpatia pelas Farc, aliado do PT desde a instituição do chamado Foro de S Paulo.

Nesse contexto, Alvaro Uribe é uma ilha de bom senso cercada de demagogia , autoritarismo e populismo por todos os lados. A sua política de combate sem tréguas aos narcotraficantes travestidos de guerrilheiros lhe trouxe o apoio dos Estados Unidos e o ódio dos governos vizinhos e de boa parte da esquerda latino-americana. Esta o estigmatiza como ponta de lança do imperialismo norte-americano na AL, num discurso que nos remete às décadas de 60 e 70 e que , pensávamos, estava superado.

Mas não devemos desconsiderar que a penetração de tropas colombianas no Equador foi um erro tático do governo da Colômbia em sua luta contra o terrorismo.Mesmo assim tal erro não justifica a tempestade em copo d'água feita por Chávez e por Correa. O pedido de desculpas da Colômbia ao governo equatoriano seria suficiente para acalmar os ânimos se não servisse de um excelente pretexto para Chávez & Cia exercitarem o seu desejo de consolidar na Amazônia sul-americana uma aliança de países de esquerda. A Colômbia de Uribe resiste em assumir esse papel. Por isso, não é de todo impossível que Chávez tente pelo uso da força fazer com que seu vizinho se enquadre nos seus propósitos.

13 comentários:

pETER disse...

O Brasil está enganado a respeito de Hugo Chávez, ele não é um homam de boas intenções nem pretende ouvir Lula a respeito do assunto.
Espero sinceramente que ele (Hugo Chavez) cometa o erro insensato ,que os EUA esperam, de tentar qualquer coisa contra a Colombia, é o necessário para a ação militar na Venezuela para a deposição deste ditador insano.
Hugo Chavez ultrapassou o limite, quando repassou os $300,000,00 para uma facção terrorista. Será que ele está com a sindrome daquele desenho animado, onde o personagem "O cerebro" diz: Vou dominar o mundo.

Anônimo disse...

O mais engraçado é que, teoricamente, o Chavez não tem nada a ver com a história, entrou na confusão de gaiato e vai ser o primeiro a...vocês sabem.
Ambos governos venezuelano e equatoriano estao aferrando-se ao fato da invasão de território, que do meu ententer é justificável, pelo fato de ser uma questão de segurança nacional para a Colômbia e América Latina. Engraçado também como o Chavez influencia a outros presidentes. A expulsão do embaixador da Colombia de Quito só se deu no domingo a noite...após Chavez haver-lo feito primeiro. Temo, sinceramente, que haja uma guerra. Entendo que a maioria do blábláblá do Chavez não passe de ameaças rasas e infundadas....mas..junta-se um bláblábla a um louco....lembram da Alemanha destruida e estagnada pelo pós-guerra...e que quase colocou no bolso a Europa durante a segunda guerra mundial? tudo bem, nos dias atuais a ordem mundial é outra...mas todos sabemos como os gigantes reacionam perante uma guerra. Uma guerra entre Colombia e Venezuela mudaria completamente, não só a america latina...como tambem o mundo...
Lula ainda não se pronunciou sobre o "conflito quase belico"...só espero que amanhã não apareça na tv e diga: Eu não sabia...

Anthero Vieira disse...

Replicou bem a hipocrisia passada pela rede globo, e como bom cidadão da classe média, que acredita na imparcialidade da
revista semanal, fez um discurso em prol da democracia e contra o terrorismo. Onde está o terrorismo, e quem são os
verdadeiros terroristas? Atrás desta cortina de fumaça, existe um interesse muito maior do que está colocado. Por favor,
vamos usar o senso crítico, e olhar um pouco mais além.

lANNUS disse...

vC DISSE MUITO BEM AO AFIRMAR QUE CHÁVEZ PRETENDE FORMAR UMA ALIANÇA DE PAÍSES ANTI AMERICANOS NO CENTR´-NORTE DA AMÉRICA DO SUL. URIBE ATRAPALHA OS SEUS PLANOS , E PARA ISTO SERÁ PRECISO ELIMINA-LO E COLOCAR NO PODER DA COLÔMBIA SEUS ALIADOS DAS FARC.

Rosena disse...

Fernando Na verdade Chávez e Correa querem os holofotes da imprensa voltado para eles como defnsores. Defensores do quê? De guerrilheiros? Só falta Lula acreditar nos dois e querer ser o terceiro defensor dos guerilheiros Aí sim a américa latina vira um grande circo.

Anônimo disse...

Rompendo o cerco 2 – É a democracia, estúpido!
Desde 2000, Olavo de Carvalho tem tratado do Foro de São Paulo, diante do silêncio quase unânime da imprensa. Como deixo claro em meu artigo de janeiro na VEJA, o foro está nos discursos presidenciais — o Babalorixá foi a uma reunião do grupo já como chefe da nação —, no material de propaganda do PT, no site do partido. Como se vê num post abaixo, a legenda é a dona do domínio do Foro na Internet.

E por que raios se faz de conta que o Foro não existe? Durante anos, ao menos desde 2000, o caso foi tomado como mero discurso paranóico de Olavo — e também meu quando passei a tratar do assunto. Aqui e ali, ainda hoje, mesmo diante de todas as evidências de que existe uma articulação das esquerdas latino-americanas que não descarta o terrorismo, tenta-se fazer chacota da verdade e de quem a revela: “Ah, isso é delírio do Olavo”. Sim, é delírio, sim, mas não dele; trata-se de um delírio totalitário das correntes e partidos de esquerda abrigadas no dito-cujo. Ali estão as Farc, comprovadamente terroristas. Ali está o Partido Comunista Cubano, comprovadamente tirano. Ali está o PT, que dispensa apresentações.

Pois bem: eu lhes proponho o seguinte exercício: imaginem se houvesse um “Foro” internacional de grupos de direita, a que fosse vinculado um partido brasileiro. Não! Não me refiro, é claro, às organizações internacionais que reúnem partidos social-democratas ou partidos de inspiração cristã. Não, senhores! Falo de direita armada, que vai pro pau, que organiza guerrilha, que seqüestra pessoas, que as tortura, que as executa a sangue frio, que assalta vilarejos, que rapta crianças e adolescentes para lhe dar treinamento militar, que trafica drogas e armas... Imaginem um grupo com esse comportamento compondo um “Foro” a que comparecesse um eventual presidente brasileiro de... direita!

Ah, o mundo viria abaixo, não é? Os editoriais dos jornais fariam sangrar a sua vocação democrática; os nossos acadêmicos sairiam às ruas, como no desfile das vestais. E ANOTEM AÍ: EU ESTARIA ENTRE OS QUE PROTESTAM. OLAVO ESTARIA ENTRE OS QUE PROTESTAM. Porque queremos democracia, não ditadura — seja ela de esquerda ou de direita.

Mas, como o Foro é de esquerda, como as Farc praticam terrorismo de esquerda, então todos silenciaram diante do óbvio: o Foro de São Paulo é uma entidade paraterrorista. No vídeo que preparou para o seu 3º Congresso, o PT exalta o avanço das forças que a ele estão subordinadas. Em discurso, o presidente Lula já demonstrou satisfação com o avanço dos “filiados” à causa.

Olavo não precisa de desagravo; tem é de ser lido. Ninguém precisa concordar integralmente com ele, comigo ou, sei lá, com Santo Tomás de Aquino, que era melhor do que nós dois... Mas o fato é que o delírio, o deles, está rendendo frutos, sim. Se o Foro passa a ser tratado como coisa comum, corriqueira, então se está dando o sinal verdade para uma entidade armada, de caráter fascista, apresentar as suas “reivindicações”.

Neste ponto, os babaquaras vão tentar ironizar: “Façam você e Olavo a entidade fascista”. Não. Sabem por quê? Porque os fascistóides, nos aos 60, o meteram na cadeia. Em 1976, aos 15 anos, eu estava fugindo deles. O nosso papo é democracia.
Continuo no post seguinte


Por Reinaldo Azevedo | 16:20 | comentários (30)



Rompendo o cerco 1 – O Foro de São Paulo no editorial do Estadão
Ainda se trata de uma referência discreta, que não confere ao Foro o peso que ele verdadeiramente tem. Mas, aos poucos, a chamada grande imprensa começa a romper o cerco e a falar do “Foro de São Paulo”. Este é o verdadeiro nome da besta, que justifica o terror. Abaixo, o editorial de hoje do Estadão:

O que se espera do Brasil

Todos os governos sul-americanos condenaram, com maior ou menor ênfase, a invasão do território equatoriano por forças militares colombianas. Não podia ser diferente, diante de uma clara violação do direito internacional. O presidente Rafael Correa já iniciou uma rodada de visitas a seus colegas latino-americanos - estará hoje em Brasília - para pedir-lhes apoio para a condenação da Colômbia na reunião de emergência convocada pela Organização dos Estados Americanos para examinar a crise. Também isso é procedimento de praxe nesses casos.

Mas o problema não é simples como pode parecer à primeira vista. A incursão colombiana não pode ser caracterizada como um ato gratuito e imotivado de agressão. Os governos do Equador e da Venezuela têm dado, abertamente, proteção a uma quadrilha de traficantes de cocaína e seqüestradores de vítimas inocentes, que pretende ser reconhecida como uma guerrilha ideológica que luta contra um regime político, por acaso democrático. Se os países da região decidirem isolar política e economicamente a Colômbia, terão dado uma inestimável ajuda aos inimigos da democracia naquele país - e no continente.

O chanceler Celso Amorim, em nome do governo brasileiro, considerou insuficiente o pedido de desculpas encaminhado pelo presidente Álvaro Uribe ao governo equatoriano e sugeriu que seja feito outro, acompanhado do compromisso formal de que não se repetirá a invasão do território do Equador. Hoje, o presidente brasileiro terá a oportunidade de fazer ao presidente Rafael Correa uma exigência igualmente enérgica e justa: a de que o governo equatoriano assuma o compromisso solene de não permitir a instalação de acampamentos e o trânsito de narcoguerrilheiros das Farc em seu território. Se esse tipo de exigência não for feito a Correa e estendido ao caudilho Hugo Chávez - que é quem está fazendo rufar os tambores da guerra -, estará configurada uma falta de isenção que certamente comprometerá os interesses brasileiros na região, no curto e no longo prazos.

Pois o fato é que as Farc têm usado o território do Equador e da Venezuela para seus negócios sinistros, sem que os governos desses países movam uma palha para coibir os narcoguerrilheiros. As Farc tentaram fazer o mesmo no Brasil e foram repelidas. E, no Equador, nem sempre elas tiveram trânsito livre. Em janeiro de 2004, por exemplo, o líder Simón Trinidad foi detido e deportado pelas autoridades equatorianas. Mas o governo era outro.

Rafael Correa e Hugo Chávez têm indisfarçáveis simpatias pelas Farc. Consideram esse grupo terrorista parte do projeto geopolítico “bolivariano”. Chávez, segundo documentos apreendidos no computador de Raúl Reyes - morto na operação militar de sábado -, tem também outras razões para gostar das Farc. Numa mensagem enviada ao Secretariado da organização, Reyes relata que Chávez se mostrou agradecido pelos US$ 105 mil que recebeu das Farc quando estava preso em 1992, depois de uma fracassada e sangrenta tentativa de golpe de Estado na Venezuela. Outro documento revela que Chávez forneceu US$ 300 milhões às Farc. Hugo Chávez e Raúl Reyes, aliás, se conheceram pessoalmente numa reunião do Foro de São Paulo, a entidade organizada por Luiz Inácio Lula da Silva para o congraçamento dos movimentos esquerdistas do continente.

Outro documento encontrado com Reyes também deixa muito mal o governo de Rafael Correa. Descreve um encontro com o ministro da Segurança Interna do Equador, Gustavo Larrea - por alcunha, Juan. O ministro - entre outras coisas - manifestou o interesse de Rafael Correa em “oficializar as relações com a direção das Farc”, a disposição de coordenar a ajuda aos moradores da zona fronteiriça e de mudar os comandantes das forças públicas que tivessem “comportamento hostil”.

Essas atividades configuram uma violação da lei internacional, tão ou mais grave que a invasão do Equador. Em países com tradição de asilo a perseguidos políticos, o abrigo a terroristas não é admitido. A França, por exemplo, deporta para a Espanha os militantes da ETA que encontra em seu território. E existem pelo menos três resoluções da ONU que caracterizam como ato de agressão o abrigo, a instigação, a ajuda e o consentimento de um Estado, dentro de seu território, de forças irregulares que praticam ações terroristas em território alheio.


Por Reinaldo Azevedo | 15:25 | comentários (60)



O PT é o verdadeiro dono do domínio "Foro de São Paulo"
Dêem uma olhada no que segue abaixo:

NOME DO DOMÍNIO ID:D33156469-LROR
NOME DO DOMÍNIO:FOROSAOPAULO.ORG
DATA DE CRIAÇÃO On:17-Aug-2000 22:40:50 UTC
Last Updated On:17-Aug-2007 21:05:24 UTC
DATA DE EXPIRAÇÃO:17-Aug-2009 22:40:50 UTC
Sponsoring Registrar:eNom, Inc. (R39-LROR)
STATUS:OK
DONO DO DOMÍNIO ID:NN5499-BR
DONO DO DOMÍNIO Name:NULL NULL
DONO DO DOMÍNIO Organization:Partido dos Trabalhadore - Dir
DONO DO DOMÍNIO Street1:Rua Silveira Martins, 132
DONO DO DOMÍNIO Street2:
DONO DO DOMÍNIO Street3:
DONO DO DOMÍNIO City:Sco Paulo
DONO DO DOMÍNIO State/Province:SP
DONO DO DOMÍNIO Postal Code:01019000
DONO DO DOMÍNIO Country:BR
DONO DO DOMÍNIO Phone:+55.1132596979
DONO DO DOMÍNIO Phone Ext.:
DONO DO DOMÍNIO FAX:
DONO DO DOMÍNIO FAX Ext.:
DONO DO DOMÍNIO Email:dominios@insite.com.br
Admin ID:AM48-BR
Admin Name:Manutencao de Dominios
Admin Organization:Insite Servicos e Comercio Ltd
Admin Street1:Av. Sao Luis, 50 cj. 232
Admin Street2:
Admin Street3:
Admin City:Sao Paulo
Admin State/Province:SP
Admin Postal Code:01046-000
Admin Country:BR
Admin Phone:+55.1132596979
Admin Phone Ext.:
Admin FAX:+55.1132579706
Admin FAX Ext.:
Admin Email:dominios@insite.com.br
Tech ID:AM48-BR
Tech Name:Manutencao de Dominios
Tech Organization:Insite Servicos e Comercio Ltd
Tech Street1:Av. Sao Luis, 50 cj. 232
Tech Street2:
Tech Street3:
Tech City:Sao Paulo
Tech State/Province:SP
Tech Postal Code:01046-000
Tech Country:BR
Tech Phone:+55.1132596979
Tech Phone Ext.:
Tech FAX:+55.1132579706
Tech FAX Ext.:
Tech Email:dominios@insite.com.br
Name Server:NS1.DATACENTER1.COM.BR
Name Server:NS2.DATACENTER1.COM.

Comento
O que vai acima são dados oficiais. Eles mostram quem é o dono do domínio forosaopaulo.org. Lula é um dos fundadores do foro, ao lado de Fidel Castro. Fica ainda mais claro por que o PT se solidarizou com o Equador e tenta transformar a Colômbia, verdadeira vítima dos terroristas, no bandido da história.

O que vai acima é um fato, não é uma ilação. O PT é dono do domínio de uma organização que tem os terroristas das Farc como sócios.


Por Reinaldo Azevedo

Valmir disse...

Pobre da Colômbia!O ceeerco sobre ela está aumentando. O Brasil adota uma posição hipócrita e o bando de Lula se nega a condenar o exército de narcotraficantes que dá proteção até mesmo a um criminoso do porte de Fernandinho Beira Mar.

nidia disse...

Onde está o terrorismo? Quem são os verdadeiros terroristas? Rapaz, entendo que o artigo e os comentários tratam dos terroristas das Farc. O assunto é muito sério e deve ser abordado com muita responsabilidade. Vamos deixar a ironia de lado para pensar com cuidado sobre o assunto. O pessoal da esquerda que vive pensamentos teóricos e ainda sonha com um mundo platônico, continua com o ranço de sempre, haja paciência.
Quem já prestou atenção na história dos homens pode imaginar os pensamentos pelas atitudes. E baseada nessa mesma história que penso que erva daninha corta-se pela raiz antes que ela cause grande transtorno.

nidia disse...

E falando em erva daninha...a gente pensa que é só isso e não imagina o que pode vir a acontecer por aí, em 2010. O PSOL( defensores e adoradores do Fidel), que manifestou apoio pessoalmente ao presidente do Equador, Rafael Correa, através de uma comitiva encabeçada pela deputada federal pelo RS e lider do PSOL na câmara, Luciana Genro, vai manter Heloísa Helena como candidata a presidência, e que, segundo o partido, estaria, em algumas regiões, em 2º lugar em pesquisas de intenção de votos.
De repente o buraco ainda pode ser mais embaixo...e aí tudo bem, a gente se enterra de vez.

Anônimo disse...

O TERRORISMO DAQUI:

Os números do que todo mundo já sabia

Ontem um número chocou os deputados da CPI dos Grampos: apenas em 2007, quatro empresas de telefonia realizaram escutas telefônicas em 409 mil linhas, por ordem da Justiça. Os deputados reagiram com surpresa. O presidente da CPI, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ) questionou a necessidade de tantas escutas; o relator da comissão, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), percebeu finalmente a banalização desta forma de invasão de privacidade; e o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) ficou curioso para saber quem guarda o Guardião. Mas não é de hoje que eu, aqui no blog, questiono o abuso das escutas telefônicas. Basta ler as constantes notícias sobre as megaoperações da Polícia Federal para perceber que ouvir a conversa alheia é a regra, e principal ferramenta de investigação de agentes no mínimo preguiçosos, quando não mal-intencionados. As 380 mil escutas autorizadas pela Justiça só mostram como o buraco é grande.




Postado por Roberto Jefferson

nidia disse...

E vou confessar mais uma coisa. Da mesma forma que acho uma ameaça à democracia de países da América do Sul a ousadia pretenciosa e inconsequente do Hugo Chaves, tenho receio da possibilidade da eleição de Barack Obama para a presidência do Estados Unidos. Quando acontece a sensação de ameaça potencial ao Brasil (pq nosso presidente ladra mas não morde), ela é seguida por uma sensação de que não estamos sós, de que se a gente estiver ameaçado, talvez tenhamos quem nos defenda. Dependeria do interesse do americanos, mas a história já mostrou que eles já defenderam pobres e oprimidos. O discurso do Obama e sua plataforma política me faz lembrar esses pretensos ditadores. Inicialmente falam mansinho, dizem que são de orígem humilde e depois se transformam em donos da verdade.

o mal maior disse...

Alguem que se posta no blog, especial a Nídia já parou para pensar que o sr.ALVARO URIBE É QUE É O "MAL" E NÃO O BUFÃO DO CHAVES?
PORQUE?
SIMPLES A SEN.BITENCOURT, AO SAIR do cativeiro, iria com certeza se candidatar a presidenta da Colombia.
Desta forma como ficaria a vontade do Sr.Alvaro Uribe de ser tornar presidente pela terceira vez, apoiado pelos EUA?
Alguem duvida da capacidade humana de destruição e dissimulação?
O presidente da França e o Marido da Sen.Ingrid Betancourt, devem estar querendo enforcar o GRANDE PRESIDENTE ALVARO URIBE, que quer posar de Rainha da Inglaterra sul americana.
Rede Globo, toma sua linha, estas a trilhar o pior caminho, e os nossos irmãos que são tucanos, não caiam na armadilha que esta ai, URIBE, É UM DITADOR DA PIOR QUALIDADE, TÃO RUIM QUANTO OS NARCOTRAFICANTES COLOMBIANOS, MATA PARA FICAR NO PODER.

Anônimo disse...

Enquanto os cães tucanos e assemelhados ladram a caravana de Lula passa soberana