terça-feira, agosto 28, 2007

"A CULPA É DA IMPRENSA"

A criação da CPI, sob o pretexto de elucidar uma transação efetuada entre dois grupos econômicos, poderia ser até bem-vinda não tivesse sido proposta por quem foi.Como foi, não esconde o seu real propósito, ou seja o de intimidar a imprensa, limitar o seu trabalho e livrar a cara de parlamentares e governantes corruptos, inescrupulosos, e ineptos, como o atual presidente do Congresso e o atual presidente da República.




“A CULPA É DA IMPRENSA”

Lula faz um governo medíocre, marcado pela falta de realizações e pelo excesso de corrupção, parte desta sob julgamento do STF. Renan Calheiros, um dos mais fortes pilares de sustentação do governo no Congresso, desde maio é alvo de graves acusações, que vão desde o recebimento de propinas de uma empreiteira até falsificação de provas e de documentos. Sob pressão, eles já elegeram um culpado: a imprensa.Em especial a revista Veja.

No Congresso, Renan Calheiros partiu da defesa ao ataque, e conseguiu, na ultima sexta feira, 182 assinaturas - 11 a mais do que o necessário- para o pedido de criação de uma CPI, com a finalidade de investigar a compra da TVA pela Telefônica. Segundo os governistas, o propósito da CPI é o de esclarecer “as circunstâncias e as conseqüências decorrentes do processo de autorização, por parte da ANATEL, referente à reestruturação societária e transferência de controle de outorgas envolvendo as empresas TVA e a empresa Telesp (Telefônica)”.

Os propósitos aparentemente nobres que embasam o pedido, não conseguem esconder que se trata de um evidente ato de retaliação de Renan e do governo contra o grupo Abril, proprietário da TVA e que publica a revista Veja. Por extensão, trata se de uma ação de intimidação de toda a imprensa.

Desde que começou a publicar uma série de reportagens desfavoráveis ao presidente do Congresso, este, em lugar de se defender , provando que as denúncias são infundadas, e processando judicialmente o veículo de comunicação, se enveredou por complicados meandros, produzindo provas que, em lugar de inocenta-lo, complicaram ainda mais a sua situação, convencendo a todos de que realmente tem muita culpa no cartório. A escolha como alvo preferencial a revista Veja e o grupo Abril não foi, pois, gratuita nem fortuita. Renan tinha a certeza de que mirava no alvo certo.

Não é de hoje que Veja é execrada pelo PT e pelo governo Lula . Desde o início do governo, Veja tem se destacado por denunciar com contundência as mazelas de Lula e seus aliados no Congresso. Foi, por exemplo, um dos mais atuantes veículos a investigar e expor a podridão do escândalo do mensalão. Por isto, habilmente, Renan, ao contra atacar o grupo Abril, pretende, com uma só cajadada, matar três coelhos:, ou seja ,dividir com a CPI o foco da atenção nacional, hoje totalmente centrado na sua pessoa; unir toda a base governista contra um inimigo comum; e vingar-se de Veja e do grupo Abril.

Comporta-se Renan da mesma forma mesquinha e belicosa com que o governo Lula vem marcando as relações com a mídia. Lula nunca conseguiu engolir uma imprensa livre e crítica. Sempre a quis submissa, dependente e bajuladora. Em várias ocasiões, acusou-a de fazer parte de um suposto “complô das elites” para desestabilizar o seu governo. Em 2004, tentou cerceá-la pela criação de um certo “Conselho Federal de Jornalismo(CFJ), que , felizmente, acabou morrendo antes de ser parido. Nesse mesmo ano, trabalhou pela expulsão do correspondente norte americano Larry Rohter, que havia escrito um artigo insinuando que o presidente seria alcoólatra.

Na última sexta feira, dia 24, mesmo dia em que seus aliados no Congresso comemoravam a obtenção das 182 assinaturas pela criação da CPI da TVA, Lula em discurso no Paraná disse que seu governo sofre “uma campanha da imprensa” baseada na “inveja e preconceito”. É sempre assim no governo Lula: manifestações democráticas de oposição, logo são tachadas de golpistas, elitistas e preconceituosas.

Portanto, o que causa preocupação é que os passos iniciais em direção ao cerceamento da livre manifestação da imprensa estão sendo dados.O modelo neste sentido é o governo de Hugo Chávez, que fechou um dos principais canais de televisão da Venezuela, por não suportar as críticas ao seu governo.Por ocasião deste fato, um evidente atentado à liberdade de imprensa, e um atentado à democracia no continente, não se ouviu de Lula uma única palavra de condenação. Ao contrário, deputados e senadores do PT , por diversas vezes forma à tribuna do Congresso para justificar ou aplaudir o ato arbitrário de Chávez.

A criação da CPI, sob o pretexto de elucidar uma transação efetuada entre dois grupos econômicos, poderia ser até bem-vinda não tivesse sido proposta por quem foi.Como foi, não esconde o seu real propósito, ou seja o de intimidar a imprensa, limitar o seu trabalho e livrar a cara de parlamentares e governantes corruptos, inescrupulosos, e ineptos, como o atual presidente do Congresso e o atual presidente da República.
280807

5 comentários:

Anônimo disse...

É Fernando, temos um bando de delinquentes em Brasilia, este é o início ou melhor a continuação do espetáculo dos inescrupulosos,a Abril, logo vai sobrar para a Globo, o modelo socialista IDIOTA-DEBILÓIDE é venezuelano, se prestarem atenção, é a copia em portugues do q vem acontecendo lá, os discursos, as perseguições,os políticos governistas,as quadrilhas....

rosena disse...

Fernando -mas claro que CPI não é para tratar desse assunto. Esse Renan é um sujeira mesmo. A Veja é um veículo de informação e que cumpe o seu papel.Palmas para a eja, isso sim.
Temos que por esse Renan-lula em camisa de força. E a playboy? Vai ter CPI também? Afinal ela expos a intimidade dele, nhé?

Nllson disse...

O que mais me impressiona em Renan é a tamanha desfaçatez dele. Cada vez que ele aparece na tv falando aos repórteres todas aquelas besteiras, eu tenho a impressão de ver ele claramente dando risada da nossa cara. É como se o cara estivesse a meio palmo da guilhotina ainda insistindo em dizer que é inocente e a justiça vai ser feita. O ato dele e de seus asseclas nessa tentativa de intimidar a imprensa é digna dos capitães do mato.

Rebeca disse...

Oi pessoal,
Como se diz: a coisa está é preta e já sentimos cheiro ruim no ar.
Sabemos muito bem o quanto são delinqüentes, bandidos mesmo e a melhor clientela para o STF julgar os componentes da câmara, senado...
A relação de Lula/Pt com a imprensa nunca foi das melhores mesmo.
O que podemos fazer é torcer, que pela primeira vez, haja justiça. Somente isso.

TEM QUE EXPLODIR disse...

Essa novela do Renan ja encheu o saco!
Ouvi dizer que num pais da Europa, sequestraram uma corja de politicos corruptos, enfiaram-na num aviao, levantaram voo e explodiram o aviao.
Nao sei se eh verdade, mas serah que nao dah pra fazer isso com o Renan e sua gangue e mais nao sei quantos?
Se der me avise. Eu ajudo a acabar com essa quadrilha.