segunda-feira, junho 18, 2007

O CÓDIGO CAFETEIRA, O CIRCO E O MCI

Muito mais do que o MST e outros movimentos sectários, que estão voltados para propósitos muito específicos e corporativos, o que o Brasil necessita é de um amplo movimento de cidadãos, visando fazer com que os políticos brasileiros tenham um mínimo de ética,sentimento cívico , responsabilidade e vergonha na cara. Eu chamaria a este movimento de MCI - Movimento dos Cidadãos Indignados. Não existe outra solução que preserve e aprimore a democracia e faça este país funcionar :é preciso passar da pura e simples indignação à ação.


Foto:No circo de Brasília, políticos como Renan e Cafeteira dão o espetáculo e pensam que somos palhaços. Quem sabe, realmente somos?...
O CÓDIGO CAFETEIRA, O CIRCO E O MCI

A farsa montada pelo Senado na pseudo-investigação do seu presidente, Renan Calheiros, pode ganhar novos contornos neste início de semana. Se por um lado existe uma maioria de senadores disposta a estabelecer um rito sumaríssimo com o propósito de arquivar o caso sem muitas delongas,por outro, as denúncias apresentadas pelo JN da Globo fizeram crescer o número de senadores, especialmente da oposição, dispostos a prolongar a agonia do político alagoano.

A nova lógica dos oposicionistas – DEM e PSDB – nasceu da repercussão negativa que o caso tem tido junto a parcelas da opinião pública,dos ganhos políticos que poderão advir deste novo posicionamento, e da evidente inconsistência da defesa apresentada por Renan. É fato que ,se não fosse investigada e denunciada pela mídia, a inconsistência da defesa de Renan já teria sido dada como verdade absoluta e o político alagoano já estaria absolvido, inclusive com os votos dos oposicionistas no Conselho, com a remessa do processo para o arquivamento, conforme conclusão do relator Epitácio Cafeteira, que, por sinal,acaba de pedir afastamento do cargo, alegando problemas de saúde. Passaram os oposicionistas a refletir sobre a conveniência de continuarem fiéis ao presidente do Senado e sobre os prejuízos políticos que advirão do fato de se colocarem ao lado do corporativismo .Também se soma a tudo isto o fato de a oposição ter vislumbrado na renúncia ou na cassação de Renan uma possibilidade, embora longínqua, de chegar à presidência do Senado.

Mas para o cidadão comum, porém bem informado e consciente, pouco importa a lógica, a estratégia e os maquavelismos de políticos, governistas ou oposicionistas. O que importa no presente caso é que um grupo de pessoas eleitas para representa-lo tem se dedicado muito mais às práticas imorais, ilegais e antiéticas, e, numa tentativa de esconde-las, continua a praticar outra série de atos imorais, ilegais e antiéticos. É o que vem fazendo Renan Calheiros.

A propósito disso, circula na internet uma carta de um internauta tão indignado quanto nós todos, sob o sugestivo título de “O Código de Cafeteira”, da qual apresento alguns trechos: “Ficamos combinados que pelo Código Cafeteira todo senador e deputado, de agora em diante pode pagar as contas de R$ 100.000 usando dinheiro vivo, sem declarar os gastos ao Imposto de Renda; valer-se de lobista de empreiteira para resolver questões de foro íntimo e que envolvam dinheiro; apresentar emendas orçamentárias que beneficiam justamente a empresa do lobista-amigo-secretário-tesoureiro; usar escritórios de empreiteiras como sua tesouraria pessoal; usar apartamento de lobista para encontros amorosos; ter lobista fiador de suas despesas pessoais; ter suas campanhas políticas financiadas por empreiteiras; vender bois com recibos frios para compradores fantasmas...” Isto é um pouco do que se sabe até agora a respeito das práticas do presidente do Congresso. O que o feliz internauta conseguiu, com rara habilidade, foi sintetizar uma sucessão de ilegalidades que o senador Epitácio Cafeteira do alto de sua posição de relator do caso no Conselho de Ética não consegue ou não quer enxergar. Resta saber se nesta cegueira continua acompanhado pela maioria dos componentes do Conselho.A reunião desta terça feira dirá.

É fato evidente que a maioria da população brasileira está completamente alheia ao que acontece em Brasília, mas também é incontestável que existe um grupo significativo de cidadãos indignados, porém, infelizmente, inertes e dispersos, que sabem o custo para o seu bolso e para o país dos sucessivos circos armados em Brasília por políticos , como Renan Calheiros e Cafeteira, que insistem em nos fazer de palhaços.

Muito mais do que o MST, tomado como exemplo, e outros movimentos sectários, que estão voltados para propósitos muito específicos e corporativos, o que o Brasil necessita é de um amplo movimento de cidadãos, visando fazer com que os políticos brasileiros tenham um mínimo de ética,sentimento cívico , responsabilidade e vergonha na cara. Eu chamaria a este movimento de MCI - Movimento dos Cidadãos Indignados. Não existe outra solução que preserve e aprimore a democracia e faça este país funcionar :é preciso passar da pura e simples indignação à ação.
180607

9 comentários:

Anônimo disse...

palhaços??Claro que somos palhaços. palhaços e bundões.

rosena disse...

Fernando---esse Congresso está cada vez mais desprovido de vergonha e ética. são duas palavras em desuso e os "probos deputados e senadores", desconhecem totalmente. Que Deus nos ajude!!

choro de tucano disse...

Eu não me sinto palhaço.Acho que o que ocorreu no C E está dentro do Regimento Interno do Conselho de Ética. É assim que as coisas acontecem na democracia. Ah, não se esqueça que nossas vontades nem sempre vencem, pois depende da opinião da maioria. Quem perde tem o direito de espernear e chorar.O choro é livre.

nidia disse...

MEU DEUS!!!!
É chocante ver que existem brasileiros que já incorporaram a safadeza como padrão de comportamento. Quem defende bandido só pode ser bandido também. A inércia é a atual atitude dos indignados. A "maioria" do povo brasileiro já morreu e não sabe...

Rebeca disse...

Pelo visto, só nos resta mesmo apelar para Deus e todos os santos né pessoal, pois, aqui na Terra –Brasil, TUDO ACABOU MESMO DE VEZ. É deprimente ver os acontecimentos em Brasília.Éuma vergonha.....e mais adjetivos depreciativos...
Não suporto mais ver as caras de safados, bandidos dos nossos políticos. Como disse no último artigo aqui publicado: só se colocar todos os políticos, Lula e aliados, os demais poderes dentro do Palácio e fechar todas as saídas/entradas e.....explodir tudo e proibir que qualquer familiar (direto ou indireto) dos atuais políticos possam se candidatar a qualquer cargo. Assim espero renovar as esperanças de uma vida política para todos nós brasileiro.

choro de tucano disse...

E tem mais.O povo que venceu o medo vai vencer o sectarismo, a distorção, a má fé, os interessses mesquinhos, a falsidade da mídia. Existe no ar um claro engajamento da imprensa na campanha anti-Lula. É esse comportamento intolerante, distorcido, descabido e agressivo que tem se ser denuncido Imprensa livre, sim, mas com responsabilidade. Os meios de comunicação estão, infelizmente, usando esses episódios recentes de corrupção, que são passageiros e isolados, com nítidos propósitos políticos. Só que a cidadania está alerta.

Anônimo disse...

O nosso amigo chorão é candidato a uma vaga como secretário de imprensa do sapão?

antonio disse...

Em um país de corrupção como o nosso, o veredicto está dito, todos são inocentes por mais que sejam culpados e com provas documentadas, não precisa ir longe é só olhar em 2006, a quantidade de denuncias relatadas ao congresso e nada foi feito, aliás foi sim gastar um monte de dinheiro para criar as famosas CPI's, ademas os nossos representantes não sabe fazer outra coisa a não ser criar CPI para engordar suas verbas de viagens e tudo mais. BASTA, BASTA, BASTA de sacanagem com o povo brasileiro.

reinaldo disse...

Fernando
A opinião é livre, vivemos numa democracia...ou quase isso.Mas pontos de vista obscurantistas como o emitidos por um certo "choro de tucano" só contribuem para perpetuar esta onda de cinismo e corrupção dos nossos políticos.Pergunto: será ingenuidade ou má fé?