segunda-feira, abril 02, 2007

O APAGÃO DO GOVERNO LULA


Muito mais do que o apagão aéreo que tem instalado o caos nos aeroportos e tirado a paciência de milhares de cidadãos, o Brasil tem sofrido um apagão mais amplo e generalizado: o apagão do próprio governo do presidente Lula. Desde o mandato anterior não tem sido outra coisa senão o governo do desleixo e da incúria em setores essenciais à vida da população e que são de sua inteira responsabilidade.O descaso já ultrapassou o limite do suportável , e não fosse a incapacidade do povo de se indignar e reagir, e já teria provocado, como acontece em países mais sérios, se não a queda do governo,por inepto, pelo menos o início de investigações sérias que levassem a apuração correta dos fatos e a punição dos responsáveis.

O caos nos aeroportos reflete um caos muito maior: o do próprio governo Lula.


O APAGÃO DO GOVERNO LULA

Muito mais do que o apagão aéreo que tem instalado o caos nos aeroportos e tirado a paciência de milhares de cidadãos, o Brasil tem sofrido um apagão mais amplo e generalizado: o apagão do próprio governo do presidente Lula. Desde o mandato anterior não tem sido outra coisa senão o governo do desleixo e da incúria em setores essenciais à vida da população e que são de sua inteira responsabilidade.O descaso já ultrapassou o limite do suportável , e não fosse a incapacidade do povo de se indignar e reagir, e já teria provocado, como acontece em países mais sérios, se não a queda do governo,por inepto, pelo menos o início de investigações sérias que levassem a apuração correta dos fatos e a punição dos responsáveis.

É sempre bom reforçar, e fica difícil, mesmo para os mais fanáticos defensores deste governo, contestar, que é visível a deterioração contínua da qualidade dos serviços públicos, na mesma proporção em que crescem as ações de auto-promoção deste governo.É só olhar a qualidade do ensino de nossas escolas públicas e os resultados ridículos dos estudantes brasileiros nas avaliações de conhecimentos, quando comparados com o desempenho de estudantes de outras partes do mundo. É só olhar a péssima qualidade do atendimento nos hospitais públicos, a verdadeira aventura que é viajar pelas esburacadas estradas brasileiras, o estado lamentável em que se encontram grande parte dos portos brasileiros, fato que tem prejudicado a competitividade dos nossos produtos de exportação.

Os benevolentes, numa tentativa de livrar a cara deste governo, dirão que este estado de deterioração não é exclusividade nem foi iniciado no atual governo , mas que é o resultado de muitos anos de negligência e descaso com o setor público, que vêm de governos anteriores. Absolutamente certo. Mas é inegável que, além de erros anteriores não justificarem os erros atuais , o atual governo não moveu uma palha para reverter a situação e contribuiu com uma grande parcela para o agravamento do caos em que se encontram diversos setores públicos essenciais. Desta forma, a crise no setor aéreo detonada pelo acidente com o avião da GOL em 29 de setembro do ano passado, causando a morte de 154 pessoas, é mais um aspecto – grave e visível – a por em xeque o governo Lula, revelando a sua total inaptidão para administrar o País.

Levada ao extremo nesta última sexta-feira, quando em sinal de protesto os controladores de vôo do CINDCTA-1, em Brasília, cruzaram os braços e paralisaram o tráfego aéreo, a crise revelou ao Brasil a incapacidade do governo em lidar com a questão. Atônito, o ministro da Defesa, Waldir Pires, que já devia ter sido demitido por ocasião da primeira crise em novembro do ano passado, se limitou a pedir “paciência”, revelando a ausência sequer de um plano de emergência. Dos Estados Unidos,perplexo, o seu chefe – sempre viajando! – se limitou a dizer-se “irritado” e prometeu o fim do caos na terça feira.

Enquanto isso, no Congresso, a base aliada do governo , diante do fracasso em evitar a CPI do apagão aéreo , manipula para ocupar as principais posições da comissão – presidência e relatoria – numa evidente demonstração de que quer tirar da oposição o comando das investigações e coloca-las sob controle do governo. Neste caso, muito mais do que o receio de que se revelem as causas da atual crise dos controladores, o governo teme que as investigações se estendam à INFRAERO, mais precisamente à gestão fraudulenta de Carlos Wilson, que vem sendo investigada simultaneamente pelo Ministério Público, pelo TCU e pela Controladoria Geral da União.

Um dos processos, por exemplo, refere-se à reforma do aeroporto de Congonhas, no valor de R$300 milhões , em que o TCU constatou a compra de equipamentos superfaturados, vícios nas licitações e sub-contratação ilegal de serviços. A abertura da “caixa preta” da INFRAERO e a comprovação da péssima qualidade dos equipamentos e das condições de trabalho dos controladores aéreos por culpa da incompetência administrativa ,poderá detonar mais uma crise política que certamente não estava na agenda do governo , pelo menos nos primeiros anos deste segundo mandato.

Portanto, a raiz desta grave crise no setor aéreo brasileiro não é outra senão a mesma que atinge os demais setores que sofrem pela falta de investimentos governamentais. O mecanismo é o mesmo: o governo arrecada de forma irracional, injusta e, muitas vezes, arbitrária, recursos da sociedade; desperdiça estes recursos agigantando desnecessariamente a máquina estatal, criando órgãos e cargos sem nenhum critério plausível, promovendo dispendiosas campanhas publicitárias de auto-promoção , distribuindo para uma gigantesca clientela eleitoral, benefícios sob o nome de “bolsa–família”,permitindo o crescimento descontrolado da corrupção,e mantendo altas taxas de juros que engordam banqueiros e endividam cada vez mais o Estado. Enquanto isso, faltam recursos e/ou vontade política e competência administrativa para se cuidar de nossas escolas, nossos hospitais, da segurança dos cidadãos, do saneamento e da infra-estrutura de nossas estradas, nossos portos e aeroportos. Não é assim que se governa um país.
020407

9 comentários:

tinkerbells disse...

Os controladores dizem que denunciam o caoes aéreo há 25 anos.

Finalmente apareceu a culpa do Fernando Henrique.

Ufa.

Quem sabe o Lula não ofereça aos controladores um Baile de Gala de Bodas de Prata da Denúncia do Caos Aéreo - na Ilha Fiscal, com comida e bebida do bom e do melhor.

Afinal, ninguém é de ferro.

rosena disse...

Boa Fernando...Acertou em cheio. este caos é apenas mais um dese governo incomPTente de Lula.So que agora afetou a classe média que é a que viaja de avião. vampos despertar para os demais caos no serviço público.Não tem grana para melhorar os serviços do tráfego aéreo, da educação , da saúde, mas certamente tem para pagar os altos salários e para a corrupção. Acorda pessoal!!!

Carlos M disse...

É o que eu sempre escrevo e repito. O sapão é o presidente, mas não tem culpa nenhuma das suas cagadas. Os outros é quem tem culpa. Os ministros, o governo anterior, o Bush, o vizinho, a imprensa, os controladores, etc.
Dá a impressão que ele flutua acima do bem e do mal, e sempre aointando o dedo p/ os outros. Ninguém tem a coragem de dizer que o rei está nú.O sapão continua em campanha, fazendo discurso de campanha e a mídia comprando isso como se fosse normal. E se foram apenas 3 meses do novo governo. Imagina só o quew vai acontecer no próximo ano????
O sapão teflon se faz de inatingível, e a mídia, os petralhas e os puxa sacos fazem de tudo para parecer verdade. Alguém tem que ter a coragem para trucar o sapão!

Anônimo disse...

Comentário de Lula: "O pobrema do descontrôle aéreo é devido ao governo anterior...ops!!! Do governo anterior ao anterior!!!"

Anônimo disse...

Não consigo entender como o Lula foi reeleito no segundo turno com diferença menor pro Geraldo A. Então a classe média votou nele? Ou a eleição foi fraldada?
Agora todos termeos que pagar por isso, infelismente... E olha que o "home" quer mais mandato, e pelo jeito vai conseguir. Duvidam?

enlil-luiz disse...

Os controladores foram burros.

O que eles deveriam ter feito é não autorizar a decolagem do Aero-Lula para Washington - imagina a repercussão no mundo civilizado!
Ou, melhor ainda, na volta, fazer o Airbus da Lula Airlines ficar sobrevoando Brasília até acabar o combustivel.

Quem sabe assim sua majestade Lula II tomasse alguma providência séria, pois pimenta no dos outros é refresco.

ricardo disse...

Fernando-O que eu penso sobre tudo o que acontece?
Não adianta ficarem berrando contra o Chefe Supremo das Forças Armadas. Ele é assim, sempre foi assim e morrerá assim. Por mais que faça uso de retóricas baratas de sua origem humilde, e de fato é, para chegar onde chegou, etc e tal, há uma frase de um advogado, amigo meu, que diz assim: "você pode tirar um cidadão da favela, dar ele todas as condições possíveis, mas nunca irá tirar a favela de dentro dele". Aplica-se ao caso: o retirante desinformado, revoltado com sua origem, com sua falta de formação (por preguiça) viverá para sempre dentro dele, seja Presidente ou torneiro mecânico. Fica claro que esta e as demais crises que surgirem serão "administradas" assim. Falta preparo. Sobra malandragem que é o seu preparo maior ao longo dos anos de sindicalismo. Que digam seus "cumpanheiros" do ABC.

rosena disse...

FernandoQuando irá cair a ficha desse povo?Qaundo as pessoas perceberão que Lulla-presidente é uma brincadeira macabra?Em todos os setores da sociedade a buca pela boa qualidade é constante.Menos para presidente do país.

Rebeca disse...

Ótimo artigo.Por inúmeras vezes tive o mesmo pensamneto que o de Carlos rs. Já que avioes caem com pessoas do bem, pq nao o aerolula nao pode cair tbém com todas as pessoas deste governo.O seu amigo Ricardo tem toda razao. É questao de genética mesmo. Nao adianta tentar poluir a casca dura.
Qualquer pessoa de boa indole que venha a ser chefe de qualquer setor, imagina entao o cargo de presidente, deveria agir com coererencia, dignidade, competencia,com respeito às pessoas que o elegeu. O minimo que esperamos de Lula que ele haja como um HOMEM.Admiro a atitude da presidente do Chile que esta tao perto de nos e demonstra austeridade em seu governo.