quinta-feira, janeiro 11, 2007

RUMO AO SOCIALISMO CHAVISTA

O que Chávez pretende é consolidar na Venezuela o que ele chama de “socialismo bolivariano”, que, pelo que ficou demonstrado até aqui, somente poderá resultar numa mistura de populismo, autoritarismo, estatismo e anti-americanismo, recheado com muita demagogia e sustentado, por um lado, numa imensa massa de pobres e miseráveis – a sua clientela política – e por outro, nos lucros da exportação do petróleo.



O presidente venezuelano Hugo Chávez tomou posse de seu terceiro mandato e saiu, definitivamente, do armário.Se alguém ainda duvidava do seu caráter autoritário e das suas pretensões de governar o país indefinidamente, estas dúvidas acabaram diante o seu discurso de posse, nesta quarta-feira.

Demonstrando que considera o capitalismo incompatível como o seu projeto político, Chávez anunciou que pretende nacionalizar todas as empresas que foram privatizadas nos anos 90,e, mais ainda, as empresas originalmente privadas que controlem setores considerados “estratégicos para a soberania e a segurança do país.”Chávez parte, inicialmente, para a incorporação pelo estado de empresas “estratégicas”, principalmente as do setor de energia, para num futuro próximo partir para a incorporação de todo tipo de empresas privadas, dede que isto atenda os interesses de seu projeto político par o país.

Demonstrando, igualmente, que considera a democracia incompatível com o seu projeto de poder, o venezuelano acena com uma revisão constitucional com o declarado propósito de acabar com o limite para as reeleições, facultar ao executivo o direito de decretar leis, reduzir os poderes do legislativo e cercear mais ainda a já limitada liberdade de imprensa.

Desta forma, Chávez pretende consolidar na Venezuela o que ele chama de “socialismo bolivariano”, que, pelo que ficou demonstrado até aqui, somente poderá resultar numa mistura de populismo, autoritarismo, estatismo e anti-americanismo, recheado com muita demagogia e sustentado, por um lado, numa imensa massa de pobres e miseráveis – a sua clientela política – e por outro, nos lucros da exportação do petróleo.

No Brasil, o PT que não disfarça a sua admiração pelo líder venezuelano apressou-se em celebrar a vitória de Chavez, manifestando em seu site “a grande alegria em poder comemorar a vitória da democracia que representa o terceiro mandato de H Chávez.”Causou surpresa a ausência de Lula , tanto na posse do venezuelano quanto na posse do nicaragüense Daniel Ortega, também acontecida nesta quarta –feira.Talvez um tanto estressado, certamente não pelos vários apagões que assolam o nosso país, o nosso presidente preferiu a tranqüilidade e as delícias de uma praia paulista.

Enquanto isso, o seu colega venezuelano toma a dianteira para substituir Fidel Castro como a principal referência das esquerdas na América Latina. Órfãos de lideranças e carentes de bem sucedidas práticas socialistas no mundo, as esquerdas do continente, em especial , a nossa esquerda tupiniquim, torce para que Chávez obtenha êxito, o que, ao fim e ao cabo, significaria a morte definitiva da democracia no vizinho país e, talvez, uma onda de regimes autoritários de esquerda na América Latina. E por não estar imune a esta praga, o Brasil de Lula da Silva poderia ser tentado a embarcar também nesta onda. Para o azar dos que prezam a democracia.
110107

11 comentários:

venezuela libre disse...

Não concordo com o que diz. Nem precisei ler todo o artigo. Bastou ler a introdução É preconceituoso e demonstra total desconhecimento com o que acontece na Venezuela.Só podem dar lições de democracia a Chavez quando este for responsável por perseguições e mortes como Pinochet, que é tão aplaudido pela direita.Vcs da direita não entenderam o real significado do que acontece na Venezuela e acusam Chavez de demagogo, populista e outras bobagens. Foram vcs que se calaram quando da ditadura militar no Brasil, para aplaudir o milagre econômico. O que Chavez quer é muito simples: livrar a Vanezuela das amarras do imperialismo ianque, promover a verdadeira soberania do país e implantar o socialismo , como ele mesmo falou, o mais justo dos regimes. Comparar Lula a Chavez é piada de mau gosto. Lula já escolheu o seu caminho. É o da subserviência ao capital internacional.

fawller disse...

Vivemos uma revolução na América Latina, há anos explorada, oprimida e devastada, com suas entranhas já devoradas pelo "Falcão" da liberdade, e pelos nossos coleguinhas colonizadores. Essa revolução que se apresenta mais vultosa nos últimos anos em decorrência dessa exploração, é causa para o surgimento de populistas imbecis como o Chavez, que não acredito ter como ideal a integração latino americana, mas muito mais um projeto de ser tornar um mito como Simon Bolivar o fora, e também de marionetes como o Evo "Coca" Morales (acho que o chá que ele bebeu foi feito de folhas estragadas).
Aqui na terra canarinha, país do futebol, do carnaval e da putaria (são tantos filhos que parece produção em série) vemos constantemente, e cada vez com mais força e ousadia, o ataque aos instrumentos democráticos conquistados através do sangue derramado dos revolucionários durante a ditadura, e isso nos faz crer que não existem mais limites, e que o sonho de um pais mais igualitário, e justo socialmente, na verdade será sempre um sonho, um simples jargão como aquele que diz que o "Brasil é o país do futuro", e esse futuro nunca chega.
Não sei ao certo se seria "a luta contra o imperialismo yankee" a bandeira mais adequada. Creio ser a luta contra a corrupção endêmica que reside em nossas instituições, o meio para atingir o tão almejado sonho latino americano, e isso por sí só já traria na esteira dessa revolução a integração entre nossos países.

rosena disse...

Fernando. Acho que tipos como Chavez, Morales e outros pregam uma coisa e praticam outra. Falam em democrcia e acabam com ela. falam em socialismo e espantam os capitais. São como vc memso diz uns demagogos. O lula vai pelo mesmo camoinho e tem a seu lado milhões de pessoas que vão nesta conversa mole. Muita gente defende Chavez como defendiam fidel e o que é cuba hoje. Um país pobre atrasado e sem democracia O mesmo poderá acontecer a venezuela..

nidia disse...

Preconceito contra Chavez? Acho que não. Essas constatações e previsões sobre o comportamento do cidadão em questão são apenas a evidência da tendência de seu histórico, é só somar 2+2. O comportamento do ser humano é muito previsível. Ninguém consegue enganar todos o tempo todo. E quando o Chavez chegar a perseguir e matar, aí já não será uma tendência e sim uma constatação. Temos que estar cautelosos sim, inclusive, porque acho que também estamos sob uma ameaça semelhante.
Muitas pessoas criticaram, principalmente os judeus, pq acham que eles tiveram culpa do massacre a que foram submetidos na segunda gerra. Os críticos dizem que os judeus deveriam ter adivinhado as intenções de Hitler e terem se antecipada aos acontecimentos retirando-se da Europa antes de serem torturados e mortos. Eu pergunto: quem poderia imaginar que aquela barbaridade iria acontecer? Quem poderia prever a loucura daquele homem? Mas, serviu para o mundo aprender essa lição. Então, não podemos ser negligentes e substimar as más intenções de H. Chavez.

Fernando Soares disse...

Amigos
“Venezuela Libre” deveria ter lido todo o artigo para não chegar a conclusões apressadas e equivocadas. Não precisa Chavez chegar a ponto de Pinochet para podermos dar a ele lições de democracia. Basta que continue a ter o tipo de comportamento que tem tido quando, por exemplo, estabelece controle sobre os meios de comunicação e fala em reduzir os poderes do Congresso.No papel, o socialismo é belo, é justo . é igualitário, é quase perfeito! O problema é transplantar do papel para a prática. As experiências ditas socialistas até hoje resultaram em perseguições, ausência de liberdade, militarismo, tortura e mortes. Castro ainda está vivo para contar a história, e os perseguidos e torturados por ele também...

Concordo com Fawller quando diz que a luta prioritária na AL é contra a corrupção e não contra um suposto "imperialismo ianque". Eu diria mais: é a luta contra o analfabetismo, contra o descaso com a educação. Os “ianques” nada tem a ver com isso...

Nidia tem razão: é preciso que vozes conscientes se levantem , onde quer que a democracia, mesmo que imperfeita como a nossa, esteja sob a ameaça de dirigentes que se apresentam, com cara de anjo protetor dos oprimidos, mas com o tridente afiado do demônio pronto para sufocar os que amam a liberdade...
Um abraço a todos.

Júlio César Montenegro disse...

O que mais noto por aqui é gente "fina" ciosa de sua educação e querendo empurrá-la para os outros. Só que essa gente vive num país e numa região onde os "finos" há 500 anos submetem os "grossos ignorantes", usa-os a seu serviço e quando esses escolhem por conta própria o que acham melhor para si, mesmo em eleições, são acusados de... falta de discernimento.
Classe... eis o que gente fina como Danuza, Jabor, Mainardi, Civita, Mesquita, Marinho, FHC, Serra, Alckmin nunca esquece que tem. Reivindicam tanta para si que acham que gente como Chavez, Morales, Lula e os respectivos eleitores não têm. Para os que açambarcam tudo, até a classe deve ser um monopólio.
Mas a verdade é que não só temos classe como a nossa se opõe a deles. E estamos cansados de ser não só explorados como menosprezados. E principalmente enganados pelos orgãos de enganação englobados numa mídia que, a medida que as informações vão saindo de seu controle secular,
vai se desclassificando para nós.
É fácil imaginar o despeito, até o desespero, de quem sempre deu ordens de "cima".
E nas horas de desespero, como quando os de "baixo" elegem representantes como Getúlio, Jango, Allende, no passado e seus correspondentes no presente, costumam apelar para as forças armadas com a "ordem unida".
Ignorantes por falta ou exce$$o de informações, não reconhecem o quanto o IMPERIALISMO IANQUE ajudou ou impôs ditaduras em seus golpes pró-elites e anti-povos. O mesmo IMPERIALISMO IANQUE que inventou armas inexistentes para explorar o petróleo bem real do Iraque. E quer controlar as armas nucleares para continuar dominando um mundo que está destruindo pelo
total desrespeito à natureza. Ou o IMPERIALISMO IANQUE já assinou o protocolo de Kioto? Mas até no Iraque, com armas do IMPERIALISMO IANQUE destruindo em massa, parece que a velha submissão à águia ávida e predadora, tão defendida por aqui, começou a mudar.

nidia disse...

Oi Julio, estou contente por vc ter voltado ao blog (sem hipocrisia mesmo tá?) Acho muito interessante o diálogo e a troca de idéias, diferentes pontos de vista, pq senão fica sempre uma coisa meio monótona, um chove no molhado sabe como é?
Eu já passei por fases ideológicas várias na minha vida, do comunismo ao anarquismo. Já participei de movimentos revolucionários durante a ditadura militar. Por isso acho que entendo essa sua "revolta" mas vejo no conteudo do que vc escreve, muito rancor. Muitas da suas queixas são nossas também e não entendo bem pq vc acha que a gente fala muito absurdo. vc nos rotulou a que vc chama de "finos" e parece que a culpa de toda a desgraça do mundo é nossa.
Mas eu não concordo com vc em alguns pontos. Nada justifica a quebra de regras, rompimento de contratos, descumprimento da palavra dada. Também não sei onde está o respeito e a consideração desse nosso governo para com os pobres. Por acaso vc tem contato com pobres? Vc faz algum trabalho social? vc acompanha a trajetótia dos idosos e dos doentes aqui no Brasil. A dificuldade que uma pessoa doente tem pra conseguir benefício do INSS?
Mas eu estou na esperança que o PAC dê certo, apesar das controvérsias.
Um abraço

Anônimo disse...

Ditador Lá e Ditador Aqui !!
Esse é Hugo Chávez
Ditadores disfarçados de Socialistas!!

Muito interessante às atitudes do DITADOR Hugo Chávez no Brasil.
Ele se acha tão poderoso, que se acha no direito de criticar a liberdade de imprensa e um veículo de comunicação no País dos outros.
Na verdade esse ditador só não faz retaliações as Organizações Globo, porque ainda não tem poder para tanto.
Quero ressaltar que não estou aqui para defender as organizações Globo, mas quero com isso pedir a união dos meios de comunicação no Brasil, para que ditadores como esse não comprometa a liberdade de imprensa e nossa democracia.
No entanto em seu País, ele já estar fazendo estragos na democracia, acabando com a liberdade de imprensa e aplicando sua ditadura.
O mundo precisa ficar de olho neste Ditador que tem de certa forma o apoio de Lula e deste PT com essa esquerda de ditadura disfarçada de democracia socialista.
Na verdade o Brasil pouco tem a ganhar com esses visinhos.
Exemplo: A Argentina recentemente reclamou do Brasil no tribunal internacional, e o Sr. Celso Amorim ainda achou normal que Argentina reclamasse lá e não dentro do Bloco do Mercosul.
No entanto, o Governo Lula preferiu reclamar dentro do Bloco, aceitando inclusive as ameaças e ser desafiado por Bolívia e mesmo assim não achou necessário que o Brasil fosse reclamar na OMC.
Afinal que Governo é esse que acha e aceita que nossos visinhos tenham mais direitos que o Brasil.
Minha modesta opinião.
Outra coisa, O Lula, + Seu PT, sempre criticaram a Ditadura Militar no Brasil, mas não são corajosos o bastante, para criticar o Ditador Hugo Chávez.
Talvez não seja falta de coragem, e sim omissão e concordância com as atitudes do Ditador.
O Perigo é que o Ditador avança em suas metas, e para tanto busca aliado dentro do Mercosul.

Wellington Amado

Júlio César Montenegro disse...

Nídia, obrigado pela acolhida. Você se coloca de fora, distante quando me pergunta se tenho "contato com pobres", se faço "algum trabalho social". Parece que é a única maneira da gente (fina?, rica?) saber "o que é melhor pra eles (os outros)". Conheço bem a classe dominante. Nasci nela e me formei no ITA. Trabalhei em grandes empresas ganhando bastante. Mas estávamos na ditadura e fui pro Rio, ser jornalista no Opinião. Depois passei 15 anos numa pequena comunidade no interior do Ceará. Vestido como os nativos era (mal) tratado como tal pelos bacanas de fora. Os de lá reconheciam meus antecedentes pela cultura e informações, mas me tratavam bem amigavelmente. Minha bronca com a gente fina (a maioria) é o desprezo pelos pobres EM GERAL. Que me exasperam pelo respeito temeroso que ainda tem aos antigos senhores da casagrande.
Quanto a leis, regras, contratos... conheço suficientemente história para saber que já regularam instituições como a escravidão e o apedrejamento de adúlteras. Quando interessa, a classe dominante SEMPRE quebra QUAISQUER compromissos. Ou você acha que as "armas de destruição em massa" existiam e Bush foi ao Iraque restaurar a democracia? Que o golpe de 64 RASGOU a Constituição para melhorar o Brasil pros pobres? Tenho quase 67 anos e uma vida suficientemente lastreada de experiências diferentes para cair em contos de vigários, bispos ou até papas...
Abraço sua pessoa, não NOSSA classe.

revolução quilombolavariana disse...

A TRAJETÓRIA DE FARSANTE YON GOICOECHEA

 A SERVIÇO DO IMPEREALISMO AMERICANO E DA MEDIATICA JUDAICA

Leia a entrevista com Yon Goicoechea e Gustavo Tovar e correção de Simon X aqui.


Yon Goicoechea Lara( Produzido e patrocinado pela CIA) é o ganhador do Prêmio Milton Friedman(representa imperialismo judaico americano)2008 pela Promoção da Liberdade. O prêmio de meio milhão de dólares é concedido bi anualmente pelo Cato Instituto à pessoa que tenha contribuído de forma significativa para a promoção da(em pró do coloborasionismo mundial) liberdade humana.
Com 23 anos, estudante de Direito na Universidade Católica Andrés Bello, em Caracas, Yon Goicoechea desempenhou um papel fundamental no movimento estudantil (racista.conservador imperialista)venezuelano, sendo um dos responsáveis por organizar imensas marchas estudantis (patrocinada com milhões de dólares do lobby judaico americano )contra o governo Chavista. O movimento transformou a opinião pública venezuelana, gerando um grande apelo pela democracia(farsante da ditadura racista do chicote colonizador )no país.




Em maio de 2007, impulsionado pelo fechamento da Radio Caracas Televisión (RCTV), o canal de televisão de maior audiência no país (a TV Globo do Brasil tem a maior audiência do mundo e servindo ao satanismo mediadico judaico imperalista )uma das poucas emissoras que faziam jornalismo independente( pró imperialismo judeu americano e pró o estado de Israel) , estudantes de todo o país, liderados por Yon, mobilizaram-se( patrocinados com milhões de dólares da CIA e banqueiros judeus) numa oposição contra o Governo de Hugo Chávez.
Durante cinco dias consecutivos após o ocorrido, os estudantes saíram às ruas das cidades venezuelanas para protestar, de forma pacífica, contra as constantes violações a direitos civis ao redor do país. Eles exigiam liberdade de expressão.( a volta da oligarquia da ditadura do monopólio do apartheid da corrupção)
Assim se formou o movimento, com líderes estudantis(serviço do imperialismo e do sionismo ) de faculdades públicas e privadas de todo o país, que não pregava violência ou ódio contra o governo totalitário de um homem só, mas sim o desejo por democracia e diretos humanos. Em momento algum eles se associaram (a ser a centenas de seguranças profissionais com dezenas de americanos e israelense )a qualquer partido político, o único objetivo era promover debates e mudanças sociais Com o sucesso do protesto, os líderes do movimento passaram a sofrer constantes ameaças por parte do Governo, somente por defender a democracia em seu país. Simpatizantes do governo Chávez chegaram a agredir fisicamente algum destes estudantes.


O tiro do governo saiu pela culatra. Após estes incidentes o movimento cresceu muito, tendo atraído uma média de 80.000 pessoas em mais de 40 protestos, chamando a atenção da mídia (imperialista, colonizadora judaica sionista ) internacional.
Mas a maior vitória ainda estava por vir. Em dezembro de 2007, no referendo em que Chávez pretendia expandir ainda mais seu poder, podendo se candidatar indefinidamente à presidência, o movimento teve um papel crucial na derrota de Chávez, transformando a opinião pública e, assim, livrando a Venezuela de um regime ditatorial.(em favor do povo indígena ,negros, latinos da nação bolivariana)Yon tem a certeza de essa é uma batalha que está começando Como ele mesmo disse "Assim como Martin Luther King, nós não lutamos contra um homem, nós lutamos por direitos civis e humanos para todos os venezuelanos.(porque não fizeram isto em quase 100 anos 1 século do governo,só da (RCTV) mais de 50 anos de discriminação alienação e perversidades ,só elite e lacaios se serviam das riquezas e a exploração capitalista dos EUA ,Europa e Israel), Nosso objetivo não será alcançado em um mês ou um ano e, por isso, devemos nos preparar para uma longa QUE NÃO SEJA DE UMA GUERRA DE PAISES IRMÕS FORMENTADAS PELO IMPERIALISMO SELVAGEM NORTE AMERICANOS E ISRAELENSES batalha."

revolução quilombolavariana disse...

REVOLUÇÃO QUILOMBOLIVARIANA !

Manifesto em solidariedade, liberdade e desenvolvimento dos povos afro-ameríndio latinos, no dia 01 de maio dia do trabalhador foi lançado o manifesto da Revolução Quilombolivariana fruto de inúmeras discussões que questionavam a situação dos negros, índios da América Latina, que apesar de estarmos no 3º milênio em pleno avanço tecnológico, o nosso coletivo se encontra a margem e marginalizados de todos de todos os benefícios da sociedade capitalista euro-americano, que em pese que esse grupo de países a pirâmide do topo da sociedade mundial e que ditam o que e certo e o que é errado, determinando as linhas de comportamento dos povos comandando pelo imperialismo norte-americano, que decide quem é do bem e quem do mal, quem é aliado e quem é inimigo, sendo que essas diretrizes da colonização do 3º Mundo, Ásia, África e em nosso caso América Latina, tendo como exemplo o nosso Brasil, que alias é uma força de expressão, pois quem nos domina é a elite associada a elite mundial, é de conhecimento que no Brasil que hoje nos temos mais de 30 bilionários, sendo que a alguns destes dessas fortunas foram formadas como um passe de mágica em menos de trinta anos, e até casos de em menos de 10 anos, sendo que algumas dessas fortunas vieram do tempo da escravidão, e outras pessoas que fugidas do nazismo que vieram para cá sem nada, e hoje são donos deste país, ocupando posições estratégicas na sociedade civil e pública, tomando para si todos os canais de comunicação uma das mais perversas mediáticas do Mundo. A exclusão dos negros e a usurpação das terras indígenas criou-se mais e 100 milhões de brasileiros sendo estes afro-ameríndio descendentes vivendo num patamar de escravidão, vivendo no desemprego e no subemprego com um dos piores salários mínimos do Mundo, e milhões vivendo abaixo da linha de pobreza, sendo as maiores vitimas da violência social, o sucateamento da saúde publica e o péssimo sistema de ensino, onde milhões de alunos tem dificuldades de uma simples soma ou leitura, dando argumentos demagógicos de sustentação a vários políticos que o problema do Brasil e a educação, sendo que na realidade o problema do Brasil são as péssimas condições de vida das dezenas de milhões dos excluídos e alienados pelo sistema capitalista oligárquico que faz da elite do Brasil tão poderosas quantos as do 1º Mundo. É inadmissível o salário dos professores, dos assistentes de saúde, até mesmo da policia e os trabalhadores de uma forma geral, vemos o surrealismo de dezenas de salários pagos pelos sistemas de televisão Globo, SBT e outros aos seus artistas, jornalistas, apresentadores e diretores e etc.
Manifesto da Revolução Quilombolivariana vem ocupar os nossos direito e anseios com os movimentos negros afro-ameríndios e simpatizantes para a grande tomada da conscientização que este país e os países irmãos não podem mais viver no inferno, sustentando o paraíso da elite dominante este manifesto Quilombolivariano é a unificação e redenção dos ideais do grande líder zumbi do Quilombo dos Palmares a 1º Republica feita por negros e índios iguais, sentimento este do grande líder libertador e construí dor Simon Bolívar que em sua luta de liberdade e justiça das Américas se tornou um mártir vivo dentro desses ideais e princípios vamos lutar pelos nossos direitos e resgatar a história do nossos heróis mártires como Che Guevara, o Gigante Oswaldão líder da Guerrilha do Araguaia. São dezenas de histórias que o Imperialismo e Ditadura esconderam.Há mais de 160 anos houve o Massacre de Porongos os lanceiros negros da Farroupilha o que aconteceu com as mulheres da praça de 1º de maio? O que aconteceu com diversos povos indígenas da nossa América Latina, o que aconteceu com tantos homens e mulheres que foram martirizados, por desejarem liberdade e justiça? Existem muitas barreiras uma ocultas e outras declaradamente que nos excluem dos conhecimentos gerais infelizmente o negro brasileiro não conhece a riqueza cultural social de um irmão Colombiano, Uruguaio, Venezuelano, Argentino, Porto-Riquenho ou Cubano. Há uma presença física e espiritual em nossa história os mesmos que nos cerceiam de nossos valores são os mesmos que atacam os estadistas Hugo Chávez e Evo Morales Ayma , não admitem que esses lideres de origem nativa e afro-descendente busquem e tomem a autonomia para seus iguais, são esses mesmos que no discriminam e que nos oprime de nossa liberdade de nossas expressões que não seculares, e sim milenares. Neste 1º de maio de diversas capitais e centenas de cidades e milhares de pessoas em sua maioria jovem afro-ameríndio descendente e simpatizante leram o manifesto Revolução Quilombolivariana e bradaram Viva a,Viva Simon Bolívar Viva Zumbi, Viva Che, Viva Martin Luther King, Viva Oswaldão, Viva Mandela, Viva Chávez, Viva Evo Ayma, Viva a União dos Povos Latinos afro-ameríndios, Viva 1º de maio, Viva os Trabalhadores e Trabalhadoras dos Brasil e de todos os povos irmanados.