sexta-feira, dezembro 08, 2006

CEIA MACABRA



CEIA MACABRA
REINALDO AZEVEDO*
Lula ficou quase cinco horas com Chávez. Dá para supor quem estava dando lições a quem. Como o próprio Babalorixá de Banânia já disse, a Venezuela tem democracia até demais, não é mesmo? Por aqui, assistimos aos primeiros rasgos do Lula à moda bolivariana. E o alvo é a imprensa. O PT vai tentar atuar com um pouco mais de cuidado porque a sociedade brasileira é mais complexa. Mas as ações para encabrestar o jornalismo estão em curso. Por enquanto, os veículos dos amigos estão sendo compensados com a papa do dinheiro oficial. Dá para imaginar o que planejam para os inimigos
É escandalosa tanta proximidade com um chefe de Estado que acaba de anunciar que vai mudar a Constituição — e ele tem maioria para isso — para instituir a reeleição sem limites no país. É uma lei que só tem um beneficiário: o próprio Chávez. Enquanto o petróleo lhe garantir os dólares do assistencialismo, ele vai continuar no poder, comandando um simulacro de democracia. Ah, quanta inveja Miraflores provoca no Planalto!

Como vocês podem ler abaixo, os dois países não avançaram quase nada em ações bilaterais. E Chávez ainda consegue atrapalhar o Brasil e o Mercosul. A razão é muito simples: à parte o seu petróleo, ninguém quer saber dele, um maluco com retórica exacerbadamente antiamericana, que diz estar dando passos para conduzir a Venezuela ao socialismo. O Doido de Caracas está, imaginem só!, revendo os conceitos dessa tal “propriedade privada”. Com Chávez, o Mercosul vira um circo.

Mas Lula, está posto, é seu principal aliado. A grande imprensa gosta de supor que o Foro de São Paulo, que reúne líderes e partidos de esquerda da América Latina, fundado por Lula, é uma fantasia um tanto paranóica. Claro! Prefere acreditar que os que acusam a sua existência apontam para alguma entidade secreta. Para começo de conversa, de secreta não tem nada. O PT e o presidente se orgulham de seu feito. O Foro de São Paulo é isso que vimos nestes dois dias: Chávez vem ao Brasil anunciar o seu projeto ditatorial, comemora com Lula e ainda se atreve a oferecer o “seu” petróleo para o crescimento do Brasil (leia abaixo). À esteira da reunião, ficamos sabendo que o Apedeuta pretende visitar o ditador Fidel Castro. O Foro de São Paulo é o que vimos na Bolívia: Evo Morales “tomou” a Petrobras do Brasil, mas não de Lula, que deu de presente a empresa dos brasileiros aos “oprimidos” bolivianos. O Foro de São Paulo é esta contínua degradação da democracia no continente.

O governo Lula, no fim das contas, é isto: enquanto o chefe da nação confraterniza com um tiranete de manual, ambos sonhando com a constituição de um novo eixo de poder no mundo de que seriam protagonistas, os brasileiros penam nos aeroportos: sem avião, sem banho, sem comida, sem o direito de ir e vir. O presidente quer distância da crise. Ela acontece num outro país: o real. Deixa o homem sonhar. Ele prefere as utopias redentoras que o espírito do vinho anima. Dois provincianos perdidos no oco da América Latina a planejar irrelevâncias para povos cada vez menos relevantes...


* http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/

3 comentários:

LAEL disse...

Oh, tucaninhos reclamantes, lembrem : Lula ganhou ! Lula é mais esperto que vocês ! Por isto, êle estava conversando com o presidente da Venezuela enquanto vocês, inclusive seus próceres (gastei, hem) ficavam ruminando seus rancôres.
Lula tira esse Evo de letra. O Chaves já é um jogo mais duro. Mas Lula tem mais charme. Torçam poe êle, torçam por nós.

Anônimo disse...

Mas o que é que esse palhaço tem de se meter na nossa política? A direita é nossa , é brasileira, não tem nada de estar na boca desse cucaracha.Ele que vai cuidar lá dos gringos dele.Que história é essa desse camarada bisonho vir criticar uma corrente política brasileira. E o Lula fica assim, tipo boi manso, com aquele sorriso de "fala meu rei", tamo tudu no memo pelêgo. Que vergonha isso aí. Que vergonha meu presidente!!

Sofia disse...

Olá Fernando e pessoal,
Dá um frio na espinha e tristeza em ver a cara de bobo da corte, feliz e de admirador que Lula fica diante do ditador Hugo Chaves. Se ainda fosse do Chaves e sua turma, que ainda hoje consegue nos diverte bastante com aquelas brincadeiras tolas e ingênuas do que foi sem quer querendo rsrsr.Assim, valeria a pena ficar com cara de bobo, feliz e dá boas gargalhadas. Até que ponto Lula quer ser o reflexo de Chaves aqui no Brasil?