segunda-feira, outubro 16, 2006

OS PROGRESSISTAS “REACIONÁRIOS” E OS REACIONÁRIOS “PROGRESSISTAS”

Gostaria que em oposição a Lula nestas eleições estivessem um candidato e um partido com uma visão holística do processo político , econômico e social, e que marcasse nitidamente as suas diferenças em relação ao pseudo projeto petista. Infelizmente, isto não acontece. Em muitos aspectos, o candidato da aliança de oposição, Alckmin , parece querer ser apenas um “melhorador” do governo de Lula.


O Brasil arcaico e o Brasil moderno: Lula quer eternizar o primeiro...
OS PROGRESSISTAS “REACIONÁRIOS” E OS REACIONÁRIOS “PROGRESSISTAS”

Se Lula tiver o seu mandato renovado , como tudo parece indicar, teremos certamente um país politicamente dividido. Lula já demonstrou que deseja governar apenas para uma parcela da sociedade: a dos “excluídos” em contraposição à “elite perversa” que , segundo ele, tem dominado o Brasil desde Pedro Álvares Cabral. Numa visão extremamente maniqueísta do processo social, o PT encara as contradições inerentes à sociedade capitalista como uma eterna guerra entre ricos e pobres, na qual o PT, é claro, se coloca como um defensor dos pobres e oprimidos, e atribui ao PSDB e seus aliados a defesa dos “ricos”.

Assim, Lula se arvora em paladino desta imensa parcela da população que vive com até dois salários mínimos, mora nas periferias dos grandes centros urbanos ou nos grotões do interior do país. São analfabetos ou semi-analfabetos, têm família numerosa e nenhum acesso à cultura e ao lazer. É para esta gente que Lula pretende governar e, para isto, transformou o Estado numa gigantesca máquina de assistência social às custas do dinheiro arrecadado dos setores produtivos e da classe média. Agindo da forma como age, o governo petista, além de não promover uma inserção efetiva das categorias mais desfavorecidas na dinâmica da economia, empobrece a classe média.

Mas seria esperar muito que Lula e sua turma tivessem uma visão menos paternalista e menos maniqueísta da sociedade. Afinal, eles ascenderam politicamente e galgaram o poder com este tipo de discurso.Eles encaram o Estado como um permanente transferidor de recursos de uma parcela para outra da sociedade.No meio do caminho, é claro, parte destes recursos são desviados para os bolsos dos agentes públicos responsáveis por esta ação caridosa. É uma visão tão simplista e atrasada da relação entre o estado e a sociedade que não seria exagerado dizer que o governo petista pratica em nível nacional o que os velhos coronéis da política praticavam em nível regional e local: o assistencialismo e o clientelismo político.

Gostaria que em oposição a Lula nestas eleições estivessem um candidato e um partido com uma visão holística do processo político , econômico e social, e que marcasse nitidamente as suas diferenças em relação ao pseudo projeto petista. Infelizmente, isto não acontece. Em muitos aspectos, o candidato da aliança de oposição, Alckmin , parece querer ser apenas um “melhorador” do governo de Lula. O candidato tucano diz, por exemplo, que não pretende acabar com o Bolsa Família, mas sim aprimora-lo; que não vai privatizar nenhuma empresa estatal; que não vai acabar com a Zona franca de Manaus, e por aí vai.Quer dizer, o candidato assume a agenda de Lula e promete fazer as mesmas coisas que já vem sendo feitas nestes quatro anos de (des)governo.Esta tibieza, esta falta de propostas claras que marquem bem a sua diferença em relação a Lula foi o que deu ensejo a que os marqueteiros do presidente se utilizassem do bordão “ não troque o certo pelo duvidoso”.

As diferenças entre os dois candidatos seriam marcantes se, ao invés de se defender da boataria petista, Alckmin assumisse claramente a defesa intransigente da diminuição do tamanho do Estado, do apoio à livre-iniciativa, da diminuição dos tributos e da burocracia, da defesa das privatizações, da revolução educacional, enfim, de tudo o que signifique a modernidade e o progresso em oposição à política do atraso defendida pelo PT e por Lula.Mas, cadê coragem para isto? Alckmin e o PSDB parecem tomados pela síndrome dos anos 60/70, quando defensores de teses liberais eram tidos como reacionários, enquanto os defensores da estatização eram tidos como progressistas.. Ainda hoje, reacionários como Lula e sua turma são vistos pela esquerda como se progressistas fossem. Por mais paradoxal que seja, Alckmin, provavelmente não quer ser visto como reacionário ao defender teses progressistas. E por isto se esconde. Enquanto se intimida e não assume uma posição francamente progressista, com medo do epíteto de conservador e reacionário, e enquanto não se coloca frontalmente contra o estatismo e o assistencialismo, Alckmin corre o risco de assistir o crescimento do adversário nas pesquisas e a vitória no dia 29 de outubro.


Adorado e aplaudido por uma massa carente, desinformada, dependente e submissa , o que Lula quer é mantê-la nesta condição indefinidamente – a sua recente declaração de que é fácil governar para os pobres é sintomática neste sentido – não importando que tal política acentue a divisão da sociedade brasileira, a exemplo do que acontece na Venezuela do ditador Chávez. Para isto, basta reforçar o discurso populista que vem sendo praticado pelo candidato e multiplicar os programas assistenciais, por mais irresponsável que isto possa ser.Mas quem disse que Lula e sua turma estão preocupados com responsabilidade? Pelo que demonstraram até agora, o que eles querem é nada mais do que a manutenção e a perpetuação no poder.O que, por força da ausência por parte da oposição de um projeto de claro contraponto ao projeto petista, parece ser cada vez mais possível.
161006

11 comentários:

Anônimo disse...

Foi bem ao dizer que a oposição não tem um projeto de governo claramente CONTRA o que está aí. Faltou dizer que a oposição tucana tem também é um projeto de PODER.Eles são iguais. Acho que a diferença é no tamanho da corrupção e no estilo tb. Os petistas são mais descarados, os tucanos são mais discretos.

lannus disse...

Amigo. Faltou dizer que Lula tenta atrelar Geraldo ao capital financeiro, mas esse tem sido o papel de Lula em substituição a FHC.
Estou começando a pensar em que os defensores do Lula estão cercados por uma cambada de tolos.
Qualquer petista sério sabe que Lula é um traidor. Por isso, busca argumentos que não os façam passar por ridículos. Falam em números, comparam, etc... Tudo com dados falsos, mas, não são otários para esconder que Lula faz a alegria de banqueiros.

rosena disse...

Fernando, colhi isto em outro blog. Veja a sujeira do PT!!!

PT SE REUNE PRA LAVAR ROUPA SUJA E VEJA O RESULTADO:.....
O SENADOR CANALHA FOI DESMASCARADO NA FRENTE DE TODA EXECUTIVA DO PT.
SENADOR ALUÍZIO MERCADANTE É O VERDADEIRO CHEFE DO DOSSIÊ.

HOJE JÁ SE SABE QUE FOI ELE QUE NEGOCIOU COM A DIRETORIA DA REVISTA ISTO
É, A CAPA E A MATÉRIA PUBLICADA PELA REVISTA E JÁ SE SABE O VALOR DO
NEGOCIO, DOIS MILHÕES DE DOLARES.

O PRESIDENTE LULA SABIA DO DOSSIÊ E DEU SINAL VERDE E MAIS, MANDOU O
FROYD GODOY ACOMPANHAR O CASO E O PAGAMENTO DA REVISTA.
ESTE LACERDA É O PEIXE PEQUENO NA HISTÓRIA, ERA SÓ OFFICE BOY OU
CARREGADOR DE MALA.

OS DEBATES

NOS DEBATES DA EXECUTIVA DO PT HOUVE O SEGUINTE EMBATE ENTRE O MARCO
AURÉLIO \"BERSOINI \" E \"MERCADANTE\":
MERCADANTE.
QUERO DEIXAR CLARO A TODOS COMPANHEIROS QUE NÃO VOU SÓ PARA O INFERNO,
LEVO O LULA JUNTO.

BERSOINI.
ISTO É UMA CANALHICE SUA MERCADANTE, O LULA NÃO SUPORTARA MAIS ESTA.

MERCADANTE.
ISTO É PROBLEMA SEU E DO LULA.....
EU NÃO SOU O PRESIDENTE DO PT QUE SE ACOVARDOU NA FRENTE DO LULA.
EU TENHO MAIS DE 10 MILHÕES DE VOTOS , QUERO QUE ME RESPEITEM
O LULA NÃO É MINHA MULETA, EU NÃO DEPENDO DO LULA PARA SOBREVIVER.
EU JÁ DEI PROVAS DE MINHA LEALDADE AO LULA. SEGUREI TODAS AS BRONCAS DO
LULA NO SENADO, INCLUSIVE A DE SEU FILHO.

AGUARDEM O PRÓXIMO CAPITULO!
PORTANTO COMPANHEIROS HÁ MUITA MEERDA PARA SER JOGADA NO VENTILADOR , É SÓ
ESPERAR.

OBS:
OS DEBATE FOI REPASSADO POR UM MEMBRO DA EXECUTIVA DO PT PRESENTE QUE
GRAVOU O
DEBATE PARA UMA JORNALISTA DE UM GRANDE JORNAL .
MUITA GENTE JÁ OUVIU O DEBATE E ESTÁ HORRORIZADA COM O QUE FOI DITO AS
PORTAS FECHADAS
NA REUNIÃO DA EXECUTIVA DO PT EM SP NO ULTIMO SÁBADO.

RUI VICENTINI

nidia disse...

O PDT resolveu pela neutralidade. Não vai apoiar Lula nem Alckmim. Menos mal.

Paulinha disse...

Descobri mais um espaço democrático para debater nossas idéias. Muito bom o seu blog Fernando. Excelentes artigos.

Sofia disse...

Compartilho também de suas idéias Fernando.
Sou a favor da menor presença possível do estado em qualquer setor da sociedade. Isto gera maior qualidade do serviço, menor espaço para corrupção e tantas outras vantagens........ E quem ganha é toda a sociedade e como conseqüência o país.
Quanto à postura do Alckmin e de seu plano de governo, penso que, ele não seja tão arrojado quanto vc e outros gostariam que assim o fosse, pois , quer passar uma imagem mais direta para a grande maioria da população. Agora ele está falando uma linguagem mais clara, mais popular tentando tirar aquela imagem de mauricinho que ele tem e ser compreendido por todos.
Uauuu Rosena!!!!! Se isso for mesmo verdade e se tever como ser comprovado em tempo ACABOU DE VEZ A ERA LULA. Aliás, não sobrou ninguém do PT agora. Se Aloísio Mercadante agir assim levando Lula para o inferno tbém, ele será merecedor de aplausos. Estará agindo como HOMEM. Com H. Sempre digo que o PT não é um partido político, mas sim uma organização criminal sofisticada e bastante organizada.Está aí para quem quiser ver. Só falta agora o chefe MOR e seu braço direito o ministro Bastos. Como pode um ministro da JUSTIÇA agir assim. Segundo fala do próprio Lula: “se a Justiça brasileira fosse mais atuante e mais correta.....hummmmm”.Estamos ouvindo dizer que a senhora Marisa e filhos já pediram e conseguiram cidadania italiana. Será pq isso agora?
Já Nídia, achei a postura do PDT, menos mal, mas, um tanto covarde: pela demora em se posicionar e o resultado da neutralidade. Achava que eles iriam apoiar o PSDB e o Alkmin, uma vez que , sempre agiram como partido de oposição.

questionador disse...

Quem mais dentro do governo , lançaria mão dos principais amigos que dividem a intimidade do convívio diário no seu próprio lar para planejar e mandar fazer uma falcatrua como o do dossiê?
Porque pediria a alguém que não desfruta deste privilégio?
É incrível e ao mesmo tempo triste, mas a imprensa paga com polpudos financiamentos com juros subdiados pelo povo se esconde atrás destas verdades endossando e ocultando da nação, mais este crime contra a pátria. Isto se chama "traição".

lula lá outra vez!! disse...

A elitizinha racista costuma jogar contra Lula ofensas e impropérios: analfabeto, bêbado, irresponsável, e demais sandices.
Acontece que este presidente possui um governo com aproxidamente 80% de aprovação e um presidente com 56% de intenção de votos a despeito de uma acirrada oposição da dita opinião pública. E não venham dizer que os votos do presidente vem apenas das classes populares, segundo últimas pesquisas seus votos avançam entre os mais instruídos e escolarizados.
Lula pode ter pouca instrução formal, que aliás é evidente. Mas é necessário ser muito incapaz ou de má fé para negar-lhe inteligência e capacidade política

Júlio César Montenegro disse...

Maniqueismo é achar que só em empresas estatais pode haver corrupção. No Ceará Tasso foi governador do estado e dono da Cocacola. A empresa de eletricidade privatizada pelo FHC, Coelce, dava, para os bons pagadores, de brinde... Cocacola...
Toda a privataria do FHC foi feita com lisura? Por que nunca pode ser investigada? Por que a mídia gorda que vive de anúncios adorou a tal privataria?
Falando em desonestidade, por que o presidente eleito da Venezuela é chamado aqui neste blog de "ditador"? Houve na eleição dele algo parecido com a primeira do Bush? Por ser nacionalista numa América Latina sempre americanista?Consenso de Washington?

lannus disse...

Julio me responda por favor:

Privatizar uma estatal ou roubar uma estatal?

Júlio César Montenegro disse...

Iannus, desculpe, você tem razão. O que foi feito nas privatizações do FHC foi ROUBO mesmo. Tanto que a roubalheira, inclusive documentada por telefonemas nos "limites da responsabilidade" ou já DENTRO DA IRRESPONSABILIDADE TOTAL, deu origem ao neologismo PRIVATARIA, as privadas pros piratas. Daí o Al Ck MIN ter, além do peso do Partido Só De Bicões, mais essa herança maldita do amaldiçoado entreguista pró-americano FHC. Tão descarado que o ministro do exterior dele tirava os sapatos para entrar na terra da camada poderosa que o elegeu com o Consenso de Washington.