quarta-feira, agosto 23, 2006

O QUE ACONTECE - 23 AGO

OPOSICIONISTAS NÃO SE ENTENDEM

Confusão generalizada no ninho dos tucanos. O candidato Alckmin despenca nas pesquisas, enquanto os seus correligionários não se entendem. Nos estados, os candidatos tucanos aos governos, tentam desvincular as suas campanhas da imagem de Alckmin.Em SP, Serra faz corpo mole e se distancia da campanha presidencial.No Ceará, a situação foi ao extremo, com o apoio declarado do candidato Lúcio Alcântara à candidatura de Lula. Trata-se de um ato de retaliação ao fato do presidente do PSDB, Tasso Jereissati apoiar a candidatura de Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, amigo de Tasso.

O PFL, principal aliado dos tucanos nesta inglória jornada, não consegue esconder a insatisfação ante o que eles chamam de passividade do discurso de Alckmin. Segundo os pefelistas, Alckmin parece ter incorporado com convicção o apelido “picolé de chuchu”, e faz uma campanha morna, insípida e inodora. Segundo os pefelistas, ACM e César Maia à frente, a hora é de colocar os podres do PT na vitrine e realizar uma campanha agressiva, única maneira de chamar a atenção do eleitorado sobre a apagada figura de Alckmin.

É o que tem feito Heloisa Helena, apesar do seu tempo restrito na TV. E deve estar dando certo o estilo HH: assumiu a vice-liderança em dois estados importantes – Rio e Bahia.O pior para a aliança tucano-pefelista é que a subida de HH se dá às custas da queda de Alckmin. Isto significa que a candidata do PSOL não tira votos de Lula, mas sim de Alckmin, sem, no entanto, se constituir ainda num fator que possa levar o pleito ao segundo turno.Enquanto isso, Lula zomba de seus adversários e desfila arrogância, certo de que leva esta no primeiro turno. Também com adversários deste nível, Lula nem precisa de aliados.
(FS)
----------------------------------
Senado adia processos contra sanguessugas
Manobra de Renan Calheiros pode atrasar
o início das investigações;
Câmara instala processo contra 67 deputados.


Datafolha confirma crescimento de Lula

Pesquisa divulgada ontem mostra que o petista teria 49%
das intenções de votos e venceria no primeiro turno das eleições.


Lucro de empresas amplia 200% com Lula
Na comparação com o segundo mandato de
Fernando Henrique Cardoso, resultado dos bancos é 80% superior.


TSE determina retirada de propaganda de Lula da TV

Inserção impugnada se valeu de cenas externas ao fazer menção ao Bolsa Família.
Uso de externas é proibido por lei


Seguranças do tesoureiro PC Farias vão a Tribunal do Júri
Adeílton dos Santos, Reinaldo Correia, José Geraldo da Silva
e Josemar dos Santos foram denunciados pela morte de PC e da namorada



Trabalhador poderá escolher banco para receber salário
"As empresas negociam a folha de pagamento com o banco
e levam vantagem em troca. E aí, a conta não pode sair de lá",
disse o ministro Mantega


Presidente de Israel é suspeito de estuprar funcionária
A imprensa local especula se Moshe Katsav terá que renunciar.
Fontes ligadas à presidência descartam a possibilidade


Bush anuncia envio de mais de US$ 230 milhões ao Líbano
George W. Bush qualificou de "crucial" o posicionamento d
e uma força internacional das Nações Unidas na região.


Irã impede inspeções em instalação nuclear
Em Teerã, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei,
disse que o país continuará a desenvolver sua tecnologia nuclear.
Fonte: www.otempo.com.br

6 comentários:

JAS disse...

Apesar de manter-se eticamente longe das bravatas, as companhias do Alckmin (ACM, etc) pressionam para subir o tom e baixar o nível. Enquanto isso, nosso povão, que adora um populista e um "pai dos pobres", vai elegendo o Lula. Dizer que o povo brasileiro tem amadurecimento político é simplesmente ridículo.

Anônimo disse...

Se você deseja a paz, não basta falar da paz, pensar na paz e fazer passeata pela paz - "É preciso ser a paz".
Se Geraldo perder as eleições por ter um comportamento ético, já valeu conhecê-lo. O resto fica pela observação e o tempo é o melhor amigo.

rosena disse...

Começo a achar que essa candidatura do Alkimin,não passou de armação de FHC,para tirar Serra,da disputa,pois não tem cabimento que Lula,passe toda campanha mentindo sobre realizações que nunca fez Alkimin,não o desmacare e diz que vai continuar mostrando seu currículo. Concordo com o senador ACM,se é para continuar com essa campanha fraquinha,sonolenta,(uahhhhh)é melhor tirar do ar,Paciencia tem limite.

Starsasa disse...

Fernando Soares
Fazem uma campanha lunática.
Nunca foi tão fácil ganhar uma eleição.O PSDB buscou o caminho mais tortuoso.
Os políticos deveriam ler os blogs e ver o sentimento de quem não aguenta mais tanto roubo e tanta falta de ética
Um abraço

Fernando Soares disse...

Amigos
Não se trata de baixar o nível da campanha.O que todos pedem é que a campanha de Alckmin, ao lado das propostas de governo mostre também toda a farsa que cerca o atual governo. Não se pode fazer uma campanha contra um candidato que usa e abusa da máquina e do esmolismo oficial, sem tocar nos pontos fracos do seu governo.A campanha de Alckmin apenas resvala em fatos da maior gravidade que envolveram Lula e o seu partido. Não basta a Alckmin simplesmente falar que vai fazer um governo ético. É preciso que se relembre fato por fato tudo de imoral que marcou a gestão Lula, e o seu mais absoluto descompromisso com a coisa pública. É preciso que se relembrem as tentativas de calar a imprensa, através do Conselho de Jornalismo, é preciso que se mostre a que nível chegaram as negociações com a base de apoio no Congresso, as tentativas de impedir as CPIs, o valerioduto, o mensalão, a república de R Preto( Palocci), o uso político das estatais, o caixa dois nas campanhas, o aerolula, os dólares na cueca, e por aí vai. Tem que se mostrar que este governo arrecadou muito, construiu pouco e gastou mal.Não se pode camuflar estas realidades em função de uma pseudo-campanha “limpa”. A campanha não será "suja" se a oposição mostrar a verdade. Poderá não ser agradável aos olhos e ouvidos de muitos.Pode até não ter o efeito eleitoral esperado Mas terá tido o mérito de ter mostrado a verdade sobre este governo. Se alguém se arrepender no futuro , não terá sido por falta de aviso.

Rosena disse...

Fernando O sonso do Alckmin ja começou a bater mais em lula. Espero que ao tenha sido tarde demais