quinta-feira, julho 27, 2006

ITAMAR FRANCO



ITAMAR TONTO

Não sei que tipo de ganho terá candidatura Alckmin com o apoio declarado do ex-presidente Itamar Franco, ou “Itamar Tonto”, como querem as más-línguas.
Inseguro, incerto e tatibitate como só ele, Itamar é um político pouco mais do que medíocre que galgou o mais alto posto do país por pura sorte. Foi um dos fundadores do MDB, mas nunca conseguiu se estabilizar neste partido, entrando e saindo, por diversas vezes.

Quando assumiu a presidência, devido à renúncia de Collor, suas indecisões em matéria da escolha de auxiliares e da política a adotar no sentido de combater a inflação, estavam colocando a sua figura mais nas páginas dos humorísticos do que nos cadernos de economia.Em mais um lance de sorte – o que não falta a ele -escolheu Fernando Henrique como ministro da Fazenda, depois de uma série de escolhas malsucedidas.Assumindo controle total da economia, e coordenando a equipe que elaborou o projeto de estabilização econômica do pais -O Plano Real – Fernando Henrique salvou o governo Itamar de um fiasco histórico.

Ao deixar o governo, Itamar dedicou-se ,com de hábito, ao vai- e -vem político. Brigou com Fernando Henrique , mas aceitou o cargo de embaixador na OEA.Aliou-se à Newton Cardoso, com quem depois brigou. Conquistou o governo de Minas, rompeu com FH, suspendeu o pagamento das dividas de Minas com a União e , em mais um lance cômico, colocou as tropas de Minas de prontidão, contra uma eventual privatização de Furnas.Deixou o estado endividado e não disputou a reeleição.

Agora, quando tudo indicava que apoiaria Lula – o que aconteceu em 2002- o nosso incrível Itamar resolve apoiar Alckmin. Pelo que se sabe – nunca se sabe realmente o que ele pensa ou quer – ficou magoado pelo apoio de Lula aos seus adversários políticos do PMDB em Minas, quando tentava a sua candidatura ao Senado..Se desfiliou – pela quarta vez ! – do partido e, agora, anuncia o seu apoio à candidatura tucana à presidência.Já que nenhuma contribuição aproveitável ele parece ter a oferecer, que, pelo menos, traga um pouco de sorte à Alckmin. Ele bem que necessita.
270706

8 comentários:

Nídia disse...

Oi Fernando!
Tenho pensado muito no que devemos fazer nessa eleição. Eu já cheguei num ponto de total indignação que resolvi, como já disse, dizer NÃO a esse sistema político e insistir nisso até que a grande maioria da população agisse dessa forma. Então poderíamos fazer "A REVOLUÇÃO", ou seja, rasgar a constituição, mudar o sistema político e começar tudo de novo, virando essa página negra da nossa história. Porém isso leva tempo e temos que pensar em nosso futuro mais imediato. Vc, com o seu bom senso, foi a gota d´agua para que eu tomasse a decisão de adiar, mais uma vez, essa idéia e fazer o de sempre, que é votar no menos ruim. No caso atual, temos que nos livrar do Lula e do PT a qualquer custo. Vale qualquer sacrifício porque com o Lula corremos grave risco de ver o País transformado em uma ditadura de esquerda, comunismo, coisa muito antiga, que na teoria pode ser muito bonito, mas que na prática a história nos mostrou que não funciona (não podemos nivelar as pessoas, elas não são iguais). Porém o PT é tão retrógrado que ainda raciocina como no início do século XX. Algumas pessoas conseguem aprender com os erros dos outros, outras não, precisam dar cabeçadas e sentir a dor para aprenderem. Só que quem entende que essa é uma furada, como eu, não quero ter que sentir essa dor na própria pele. Quanto ao Itamar..., sem comentários. Me lembro que o nosso presidente ia ao cinema com a namorada, como um adolescente sem responsabilidade com nada, com tantos problemas graves para resolver e tanta gente passando fome e dependendo de decisões dele para ter mais dignidade. Era um desrespeito para com a população e o bonitinho ficava namorando. Fala sério!!!

Anônimo disse...

Itamar!!!!Itamar!!!!Itamar!!!!
O sempre “morto” tenta ressuscitar das cinzas.Tonto que nada heim!!!!
Itamar é um típico político brasileiro: sempre em cima do muro, come-quieto e pelas bordas, gosta e sabe aproveitar bem das bajulações e exaltações da imprensa, o bom moço que agrada a todos.
Péssimo presidente e pior ainda como governador de Minas.
Lembro-me bem das manchetes de jornais de sua época como governador: Itamar rompe com FH; Nega os pagamentos das dívidas de Minas; a educação não é prioridade em seu governo. Exaltação máxima a polícia militar de Minas. Doce lembrança de Itamar mesmo somente a reedição do Fusca. Quem é que já não teve um Fusca como o primeiro carro?
Bem que Itamar tentou ficar, digamos, do lado que lhe seria mais útil, mas, não foi bem aceito. Então virou a casaca vindo apoiar Alckmin. Espero que este, seja mais esperto e não dê a importância que o Itamar exigirá dele.
Votarei nulo. Sem esta de votar no menos ruim. Isto é também ficar em cima do muro.

Fernando Soares disse...

Olá Nidia!
Não seria legal se, no Brasil, nossa população tivesse a mesma disposição de conhecer, debater, criticar, opinar, enfim, sobre política da mesma forma como faz com o futebol?Observe como os nossos bravos torcedores foram participativos na última Copa. Discutiram a obesidade de Ronaldo, as táticas de Parreira, o mau preparo físico de Roberto Carlos,a necessidade de escalação de Robinho, Juninho e Cicinho, e por aí foi...
Nada contra. Mas seria ótimo se, com a mesma vontade e conhecimento de causa, se discutisse também-agora o cidadão, não o torcedor - a taxa de juros, o emprego, o fim de corrupção, o desempenho do ministério de Lula, a necessidade de uma revolução na educação, a melhoria da saúde pública e, com a mesma intensidade e fervor patriótico, se criticasse o desempenho de nossos governantes e representantes.Seria ótimo, não?

Eu continuo achando que temos que continuar tentando e criticando, criticando e tentando...até acertar. Entretanto, nada tenho contra o voto nulo. Considero-o como uma forma válida de protesto. O problema é que, nestas eleições, servirá apenas para apressar a chegada de Lula à presidência sem a necessidade de um segundo turno.E eu não aguentaria ter que engolir o sapo barbudo por mais quatro anos.
Um abraço

Fernando Soares disse...

Anônimo
É..parece que vc conhece o Itamar tanto quanto eu. Quem parece não o conhecer é o Alckmin. Se por acaso for o vencedor, advinha o que Itamar irá querer? Ganha um doce se disser que é uma embaixada...

Paulo Ramos disse...

Fernando/////// Não que eu considere o Itamar o supra-sumo em matéria de político. Mas quero que vc me responda o seguinte:
QUAL FOI O PRESIDENTE QUE DEIXOU O GOVERNO DO PAÍS COM A ECONOMIA ESTÁVEL, SEM INFLAÇÃO E COM UMA MOEDA FORTE?
QUAL FOI O PRESIDENTE QUE , QUANDO UM SEU MINISTRO FOI ACUSADO DE CORRUPÇÃO, AFASTOU-O DE IMEDIATO ATÉ QUE ELE FOSSE INVESTIGADO E ABSOLVIDO?
QUAL FOI O PRESIDENTE QUE DEIXOU FUNCIONAR LIVREMENTE UMA COMISSÃO DE INQUÉRITO QUE INVESTIGOU E PUNIU OS ANÕES DO ORÇAMENTO?
O QUE É MELHOR? TSER APOIADO POR ITAMAR OU POR JADER BARBALHO, SUASSUNA, SARNEY E NEWTON CARDOSO, COMO ACONTECE AGORA, COM O LULA

É preciso considerar que a mpidia paulista, principalmente a VEJA sempe teve má vontade com Itamar porque ele nunca compactuou co a máfia empresarial de SP nem com a Rede Globo.

Fernando Soares disse...

Paulo
Vc tem razão em parte do que diz. Infelizmente, o fato de ser ético em algumas situações torna o político merecedor de aplausos neste país onde o comportamento ético deveria ser regra, mas é exceção. Também concordo de que o seu governo foi vítima de má vontade de parte do empresariado e da mídia paulista. Quanto ao resto, Itamar se destacou mais pelos fatos pitorescos do que pela eficiência de seu governo. O Plano Real , é bom que se reafirme, foi por obra e graça de seu ministro da Fazenda -na prática, um "Primeiro- Ministro" - Fernando Henrique

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»